Porto Velho (RO) sexta-feira, 17 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Governo estuda restrição a pensões por morte


Agência O GloboBRASÍLIA - Técnicos do governo vêm buscando saídas alternativas para corrigir distorções e dar sustentabilidade à Previdência, que, até outubro, registrou déficit de R$ 37 bilhões. E uma solução parece passar por restrições às pensões por morte, que, no Brasil não tem limites de idade ou tempo de contribuição.Segundo o estudo "Determinantes da sustentabilidade e do custo previdenciário: aspectos conceituais e comparações internacionais", preparado pelo economista Marcelo Caetano, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o sistema brasileiro é o mais benevolente do mundo e precisa de reformas.Segundo Marcelo Caetano, os gastos com pensão por morte correspondem a cerca de 20% do total de benefícios pagos no Brasil. Somente em outubro, esses desembolsos somaram R$ 2,7 bilhões.Ele destaca que o governo teria espaço para restringir um pouco mais as regras para o recebimento desse benefício, lembrando que isso já ocorreu no passado. Segundo técnicos da equipe econômica, é preciso fazer um debate mais amplo com a sociedade sobre a forma de modificar a concessão de benefícios como a pensão por morte. Apesar de o governo estar trabalhando para incluir algumas medidas para a Previdência no pacote que será anunciado esta semana, o tema ainda é muito polêmico, e a equipe acredita que precisará de mais tempo para alinhavar todas as ações.

Mais Sobre Política - Nacional

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

O jornalista e escritor Palmério Dória denuncia em seu Twitter o cinismo escancarado do Grupo Globo em omitir o que ele chama de 'engenharia do caos';

 Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

O desembargador do TRF-4 Rogério Fraveto, que em 8 de julho determinou a soltura do ex-presidente Lula, decisão que não foi cumprida, disse, em sua de

Grupo Abril pede recuperação judicial

Grupo Abril pede recuperação judicial

O grupo Abril entrou com um pedido recuperação judicial nesta quarta-feira (15); plano de recuperação judicial será mostrado aos credores em até 60 di

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Está revogada a decisão do Carf que havia livrado o banco de pagamento de multa de R$ 26 bilhões por sonegação de impostos; é a maior da história...