Porto Velho (RO) segunda-feira, 18 de junho de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Governo decide aumentar mistura de álcool na gasolina para 23%


Eliane Oliveira - Agência O Globo BRASÍLIA - O governo decidiu aumentar de 20% para 23% a mistura do álcool anidro à gasolina. O novo percentual deverá começar a vigorar até o final de novembro e foi decidido depois de negociaçõe com o setor sucro-alcooleiro, que pedia que a mistura aumentasse para 25%.Segundo fontes do governo que estão à frente do tema, a elevação da parcela de álcool anidro na gasolina tem por objetivo evitar uma perda significativa da renda do setor, tendo em vista que existe uma super oferta de álcool no mercado brasileiro de 5,1 bilhões de litros. A decisaão teria sido tomada na na manhã desta terça-feira em uma reunião entre a ministra Dilma Roussef (Casa Civil), Guido Mantega (Fazenda), Silas Rondeau (Minas e Energia) e Luiz Carlos Guedes Pinto (Agricultura).Com o aumento da mistura, as usinas poderão produzir menos álcool hidratado, usado principalmente nos automóveis movidos a álcool.

Mais Sobre Política - Nacional

Aepet denuncia: Temer prepara maior crime da história durante a Copa

Aepet denuncia: Temer prepara maior crime da história durante a Copa

AEPET alerta: "as multinacionais pretendem que o governo Temer anule a decisão do Conselho Nacional de Política Energética pela contratação direta da

Ex-diretor do DER fecha delação

Ex-diretor do DER fecha delação

O ex-diretor geral do DER do Paraná Nelson Leal Júnior fechou acordo de delação premiada com a força-tarefa da Lava Jato onde se comprometeu a fornec

FHC, sobre sua atuação como tesoureiro informal: pedi mesmo

FHC, sobre sua atuação como tesoureiro informal: pedi mesmo

Enquanto Lula está preso sem jamais ter enviado emails a empreiteiros pedindo 'SOS', o ex-presidente FHC admite que atuou como tesoureiro informal do

CNJ proíbe juízes de manifestarem apoio ou críticas políticas na internet

CNJ proíbe juízes de manifestarem apoio ou críticas políticas na internet

O CNJ divulgou uma regulamentação para proibir o uso de redes sociais por parte de magistrados para dar apoio ou expressar críticas a políticos e part