Porto Velho (RO) domingo, 27 de maio de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Geddel, o boca de jacaré, ameaça delatar Temer


Gente de Opinião

247 – O ex-ministro Geddel Vieira Lima, que era braço direito de Michel Temer e foi flagrado com malas de R$ 51 milhões, deve delatar.

Esta seria sua única saída e familiares do ex-ministro, que era chamado de "boca de jacaré" por Lúcio Funaro, começam a se afastar do Palácio do Planalto.

As informações são da coluna de Lauro Jardim no Globo: 

A entourage do Palácio do Planalto tem estranhado o afastamento dos familiares de Geddel Vieira Lima.

Afrísio Filho, irmão de Geddel, pediu em julho o desligamento da Fundação Ulysses Guimarães, onde exercia o cargo de tesoureiro.

O outro irmão, Lúcio Vieira Lima, também anda sumido. Desde que o bunker de Geddel foi descoberto, Lúcio não atende nem telefone.

Para auxiliares de Michel Temer, o afastamento é sinal da intenção de Geddel Vieira Lima de iniciar tratativas para uma delação premiada.

Após ter visto frustrada sua tentativa de garantir o silêncio do doleiro Lúcio Funaro, avaliam auxiliares palacianos, Geddel viu como única alternativa contar o que sabe.

Mais Sobre Política - Nacional

Maia volta a atacar Temer: "governo fraco"

Maia volta a atacar Temer: "governo fraco"

Rodrigo Maia, voltou a atacar Temer, em sua queda de braço pela liderança das forças de direita; o motivo foi o decreto de Temer que colocou as Forças

Petroleiros convocam greve de 72 horas contra o caos de Temer e Parente

Petroleiros convocam greve de 72 horas contra o caos de Temer e Parente

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) e seus sindicatos filiados convocam a categoria petroleira para uma greve nacional de advertência de 72 horas

CFM divulga pesquisa do Datafolha sobre demandas da população aos políticos eleitos

CFM divulga pesquisa do Datafolha sobre demandas da população aos políticos eleitos e avaliação da saúde no Brasil

Renan avisa: ou Temer demite Parente, ou cai

Renan avisa: ou Temer demite Parente, ou cai

O senador Renan Calheiros (MDB-AL) mandou um recado a Michel Temer, que assaltou o poder por meio de um golpe parlamentar e hoje é rejeitado por quase