Porto Velho (RO) segunda-feira, 28 de maio de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Fizemos uma coisa que todo mundo quer, diz professor


Gente de Opinião

247 - Personagem de maior sucesso na primeira noite de desfiles no Rio de Janeiro, o boneco que mostrou Michel Temer de vampiro, com uma faixa presidencial e muitas notas de dinheiro na gola do paletó, foi representado pelo professor de história Léo Morais.

"Eu acho que a gente está fazendo uma coisa que todo mundo quer. Todo mundo quer botar pra fora, as pessoas querem gritar o 'Fora Temer', as pessoas querem se manifestar e é forma de manifestar da minha parte", declarou, segundo reportagem do portal da Globo.

Ele trabalha como assistente do carnavalesco Jack Vasconcelos, autor do enredo "Meu Deus, meu Deus, está extinta a escravidão?", que fez uma crítica ao golpe, à perda de direitos trabalhistas e até a manifestantes fantoches, que pediram o impeachment de Dilma Rousseff, além do preconceito contra negros.

"Sou professor de história e o protesto tem tudo a ver comigo. Esse protesto é a minha cara. Eu acho que é uma retomada dos enredos críticos. A gente está num momento que tem que gritar mesmo", disse ainda o professor que vestiu a pele do Temer vampiro.

Mais Sobre Política - Nacional

Acuado, Temer desfaz política de Parente, que pode cair

Michel Temer cedeu aos caminhoneiros, anunciou um desconto de R$ 0,46 no diesel por 60 dias e disse que a política de reajustes diários de Pedro Paren

Aeroporto de Brasília recebe 500 mil litros de querosene

Dez caminhões carregados com 550 mil litros querosene de avião chegaram no início da noite deste domingo (27) ao aeroporto de Brasília. As reservas do

Crivella oficializa recesso escolar no Rio

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, decidiu neste domingo, 27 de maio, que não haverá aula na rede pública municipal de ensino nesta segun

Petroleiros antecipam greve para esta segunda e pedem Fora Parente

Petroleiros antecipam greve para esta segunda e pedem Fora Parente

 Do Sindipetro Unificado SP – Os trabalhadores da Replan, em Paulínia, e da Recap, em Mauá, bases do Sindipetro Unificado dos Petroleiros do Estado de