Porto Velho (RO) sábado, 18 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Financial Times: Brasil parece mais uma economia em submersão


Agência O GloboLONDRES - O jornal britânico Finantial Times publicou nesta quinta-feira reportagem em que afirma que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva não conseguiu cumprir o "crescimento espetacular" prometido em 2002 e que o Brasil está perdendo para outros gigantes como Rússia, Índia e China. Na reportagem, o diretor do departamento de análise da América Latina do banco WestLB, em Nova York, afirma que o Brasil se parece cada vez mais com uma economia "em submersão" do que com uma emergente.Frente ao crescimento médio anual de 9,4% da China desde 2000, de 6,5%, da Índia e de 6,7%, da Rússia, o país só pode exibir uma taxa de expansão de 2,7% no período, afirmou o diário.Por isso, o jornal ressalta a importância do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC), anunciado no mês passado pelo governo.

Mais Sobre Política - Nacional

Do Pato Donald ao caos financeiro, Abril fecha revistas, demite 800 e entra em decadência

Do Pato Donald ao caos financeiro, Abril fecha revistas, demite 800 e entra em decadência

BLOG NOCAUTECom informações do Poder 360A Editora Abril, que já foi a maior do Brasil, acumulou dívidas de cerca de R$ 1,6 bilhão. Só na semana passad

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

O jornalista e escritor Palmério Dória denuncia em seu Twitter o cinismo escancarado do Grupo Globo em omitir o que ele chama de 'engenharia do caos';

 Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

O desembargador do TRF-4 Rogério Fraveto, que em 8 de julho determinou a soltura do ex-presidente Lula, decisão que não foi cumprida, disse, em sua de

Grupo Abril pede recuperação judicial

Grupo Abril pede recuperação judicial

O grupo Abril entrou com um pedido recuperação judicial nesta quarta-feira (15); plano de recuperação judicial será mostrado aos credores em até 60 di