Porto Velho (RO) segunda-feira, 19 de novembro de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Filho de Siqueira Campos depõe na PF e acusa o pai


Agência O GloboBRASÍLIA - O empresário José Wilson Siqueira Campos Júnior prestou esclarecimentos na Polícia Federal nessa quinta-feira. O depoimento foi acompanhado de um promotor criminal do Ministério Público Estadual, do procurador eleitoral do Ministério Público Eleitoral e do promotor responsável pelo patrimônio público do Ministério Público Estadual. Siqueira Júnior acusa seu pai, o ex-governador e candidato do PSDB ao governo de Tocantins, Siqueira Campos, de fraudar a declaração de bens apresentada ao Tribunal Regional Eleitoral (TER) e de ter construído uma organização criminosa no estado.Siqueira Júnior também entregou toda a documentação à PF e os respectivos inquéritos de apuração serão abertos. Siqueira Júnior, anteriormente, afirmou que iria apresentar 32 quilos de documentos que provariam fraudes em desapropriação de terras, uso de laranjas e a construção de um império econômico que ultrapassa os R$ 50 milhões.Em nota oficial, na última quarta-feira, a assessoria de imprensa de Siqueira Campos acusa o filho do candidato tucano de estar querendo tumultuar as eleições porque não conseguiu ser candidato a deputado pelo PFL. A nota diz ainda que os 32 quilos de documentos que o denunciante diz possuir foram adulterados.

Mais Sobre Política - Nacional

O registro de plantas e flores ornamentais será debatido no Senado

O registro de plantas e flores ornamentais será debatido no Senado

Pelo projeto, o produtor que desenvolver uma nova cor de orquídea pode ser liberado da inscrever o produto no RNCA Comissão de Agricultura e Reforma A

 JUSTIÇA SUÍÇA APONTA R$ 43,2 MILHÕES EM FINANCIAMENTO ILEGAL DE SERRA

JUSTIÇA SUÍÇA APONTA R$ 43,2 MILHÕES EM FINANCIAMENTO ILEGAL DE SERRA

Dinheiro para financiar a campanha presidencial do PSDB

Jair Bolsonaro diz que programa Mais Médicos não será suspenso

Jair Bolsonaro diz que programa Mais Médicos não será suspenso

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, disse ontem (14) que manterá o programa Mais Médicos e vai substituir os cerca de 8.500 profissionais cubanos p