Porto Velho (RO) sexta-feira, 18 de janeiro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Fiesp pede a Lula o fim de multa de 10% sobre FGTS


Agência O GloboSÃO PAULO - O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, apresentará, nos próximos dias ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, um novo pedido de extinção da contribuição de 10% adicionada à multa de 40% do FGTS, devida por ocasião da demissão de empregados sem justa causa.]Skaf justifica o pedido com base no fato de que a finalidade da tributação já foi cumprida, "pois a sua criação objetivou complementar a atualização monetária das contas vinculadas ao FGTS em razão da utilização de índices inflacionários defasados pelo governo federal, gerando condenações judiciais nesse sentido, a entidade defende o fim dessa cobrança".A Fiesp é contra a cobrança, mesmo que os 10% venham a ser utilizados para se constituir um fundo habitacional, conforme tem anunciado o governo federal. A entidade diz que prefere que a retomada do crescimento do setor habitacional se dê por outras alternativas, já que a Fiesp é pela redução da carga tributária.

Mais Sobre Política - Nacional

HASTA LA VISTA, BAMBINO

HASTA LA VISTA, BAMBINO

Césare Battisti buscou a proteção de Evo Morales, seu aliado de esquerda.

Jair Bolsanaro assina decreto e  pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

Jair Bolsanaro assina decreto e pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

A partir do decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro hoje (15), no Palácio do Planalto, cidadãos brasileiros com mais de 25 anos poderão compra

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

São casos exemplares que demonstram comportamentos opostos dos governos

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

O governo federal vai fazer uma auditoria em 2 milhões de benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que têm indícios de irregul