Porto Velho (RO) segunda-feira, 16 de julho de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Ex-ministra alemã diz que ‘há dúvidas sobre isenção da Justiça no Brasil


Gente de Opinião

247 - A ex-ministra da Justiça da Alemanha Herta Däubler-Gmelin afirmou que "há dúvidas cada vez maiores" sobre se o Judiciário brasileiro coloca o país na lista de lugares onde o Estado de Direito não é respeitado.

Em referência à denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra Michel Temer, a política do SPD (Partido Social-Democrata, de centro-esquerda), disse que uma situação similar na Alemanha provocaria a imediata renúncia do peemedebista.

Em visita a SP para participar de uma série de conferências organizadas pela Fundação Friedrich Ebert sobre a relação entre Justiça e democracia, a ex-ministra defende que o Brasil deveria reformular o modo pelo qual os juízes do STF são escolhidos.

Däubler-Gmelin sugere que os magistrados tenham mandatos com prazo determinado e que seus nomes sejam aprovados em votações na Câmara e no Senado por ao menos dois terços dos parlamentares.

Mais Sobre Política - Nacional

SUS tem quase R$ 2 bilhões a receber das operadoras de planos de saúde

SUS tem quase R$ 2 bilhões a receber das operadoras de planos de saúde

Quase R$ 2 bilhões devidos ao Sistema Único de Saúde (SUS) não foram repassados pelas operadoras de planos de saúde ou estão contingenciados devido a

Folha condena delação sem provas usada contra Lula

Folha condena delação sem provas usada contra Lula

"Reputações e a credibilidade das instituições da Justiça são maculados por denúncias do gênero. O anseio compreensível pelo fim da impunidade não pod

Advogado critica a “covardia da OAB diante dos abusos da Lava Jato”

Advogado critica a “covardia da OAB diante dos abusos da Lava Jato”

"A docilidade da OAB em relação ao desrespeito a garantias constitucionais no contexto da Lava Jato assusta principalmente se levarmos em consideração

AGU recomendará a Temer veto à anistia de multa de caminhoneiros

AGU recomendará a Temer veto à anistia de multa de caminhoneiros

Na quarta-feira à noite, o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, disse que o governo avaliava possível veto à isenção das multas.