Porto Velho (RO) domingo, 18 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Escárnio: PSDB decide oficializar catimba no TSE


Gente de Opinião

247 – Quem não se lembra da atitude do senador Aécio Neves (PSDB-MG) após perder as eleições presidenciais de 2014? Um dia depois da derrota, ele e seus aliados já anunciavam uma ação no Tribunal Superior Eleitoral para anular o resultado, agindo como crianças mimadas, incapazes de aceitar uma frustração.

A ação andou e caiu nas mãos do ministro Hermann Benjamin, do Tribunal Superior Eleitoral, que pretende apenas anexar as delações da Odebrecht para pedir a cassação da chapa Dilma-Temer. Tais delações, segundo Benjamin, comprovariam que o PMDB também se beneficiou de doações ilícitas na disputa presidencial de 2014.

Ocorre que, no meio do caminho, Aécio, que se aliou a Eduardo Cunha para promover a política do quanto pior, melhor, conseguiu finalmente derrubar a presidente Dilma Rousseff, por meio de um golpe parlamentar.

Como Michel Temer chegou ao poder graças a essa articulação, o PSDB levou um pedaço gigantesco do Estado brasileiro: o Itamaraty, com José Serra, a Justiça, com Alexandre de Moraes, as Cidades, com Bruno Araújo, e a Petrobras, com Pedro Parente.

Nada desprezível para um partido que perdeu as eleições presidenciais, mas conseguiu tomar o poder no tapetão.

Pois bem: agora, segundo noticia a revista Época, da Globo, o PSDB quer fazer de tudo para travar a ação no TSE. A ordem seria até pedir a convocação de novas testemunhas, numa autêntica chicana processual.

Só não se sabe se o ministro Hermann Benjamin, relator do caso no TSE, aceitará ser passado para trás pelo PSDB, depois de todo o trabalho que fez até agora.

Em tempo: Aécio, que articulou o golpe que quebrou a economia brasileira, está prestes a ser alvo de uma nova denúncia, desta vez por propinas na Cidade Administrativa de Minas Gerais (leia aqui).

 

Mais Sobre Política - Nacional

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Implacável para condenar lideranças do PT na República de Curitiba, a Justiça brasileira não mostra o mesmo furor para investigar e julgar os tucanões

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou que o anúncio da liberação de saques das contas ativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviç

A solução no Brasil passa por amenizar o atual estágio de “é de direita sou contra” x “se for de esquerda estou contra”

A solução no Brasil passa por amenizar o atual estágio de “é de direita sou contra” x “se for de esquerda estou contra”

A sociedade brasileira vive um processo de antagonismo e radicalização política sem precedentes na história. O radicalismo é tão intenso que beira ao

REFORMA DA PREVIDÊNCIA: "Proposta do relator sobre aposentadoria dos professores ainda não é justa", diz Jaqueline Cassol

REFORMA DA PREVIDÊNCIA: "Proposta do relator sobre aposentadoria dos professores ainda não é justa", diz Jaqueline Cassol

A deputada federal Jaqueline Cassol (PP-RO) criticou a proposta do relator da Reforma da Previdência, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), no que diz