Porto Velho (RO) sábado, 7 de dezembro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Empresa não pode cortar energia por dívida antiga


Cibele Gandolpho - Agência O GloboSÃO PAULO - Os consumidores que têm dívidas antigas de conta de luz não podem ter a energia cortada. A interrupção do serviço pela concessionária só pode ser efetuada se a fatura atual não for paga em até 15 dias após a data do vencimento.A decisão é do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que determinou que a gaúcha Companhia Estadual de Energia Elétrica do Rio Grande do Sul (CEEE) não pode cortar a luz de um cliente que tem dívidas antigas, não referentes ao mês de consumo.Segundo a Lei de Concessões e a Resolução 456/00 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), as empresas só podem cortar a energia de clientes que não pagaram a fatura atual até 15 dias após o vencimento. A conta se refere ao consumo do mês anterior.A empresa queria cortar a energia de um cliente que vinha pagando as contas regularmente, mas tinha débitos antigos pendentes de julgamento.

Mais Sobre Política - Nacional

Jaqueline Cassol cobra votação da MP que garante Revalida

Jaqueline Cassol cobra votação da MP que garante Revalida

A deputada federal Jaqueline Cassol (PP-RO) cobrou do presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ) a votação, antes que encerre o prazo, da Medida Provisórias cri

Supremo Tribunal Federal mantém decisão que proíbe gestantes em atividade insalubre

Supremo Tribunal Federal mantém decisão que proíbe gestantes em atividade insalubre

Por unanimidade e em ambiente virtual, o Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou recurso da Advocacia-Geral da União (AGU) e manteve a decisão, tomada

Boa notícia: Lula dará ao velho amigo 1ª entrevista fora da prisão

Boa notícia: Lula dará ao velho amigo 1ª entrevista fora da prisão

Neste ano e meio que ele está preso, não tive condições de viajar a Curitiba e fiquei esperando o amigo sair da prisão para poder falar com ele, certo

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p