Porto Velho (RO) quarta-feira, 22 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Empresa não pode cortar energia por dívida antiga


Cibele Gandolpho - Agência O GloboSÃO PAULO - Os consumidores que têm dívidas antigas de conta de luz não podem ter a energia cortada. A interrupção do serviço pela concessionária só pode ser efetuada se a fatura atual não for paga em até 15 dias após a data do vencimento.A decisão é do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que determinou que a gaúcha Companhia Estadual de Energia Elétrica do Rio Grande do Sul (CEEE) não pode cortar a luz de um cliente que tem dívidas antigas, não referentes ao mês de consumo.Segundo a Lei de Concessões e a Resolução 456/00 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), as empresas só podem cortar a energia de clientes que não pagaram a fatura atual até 15 dias após o vencimento. A conta se refere ao consumo do mês anterior.A empresa queria cortar a energia de um cliente que vinha pagando as contas regularmente, mas tinha débitos antigos pendentes de julgamento.

Mais Sobre Política - Nacional

STF mantém liberdade concedida a Dirceu

STF mantém liberdade concedida a Dirceu

Por 3 votos a 2, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal decidiu nesta terça-feira (21) manter a decisão tomada em junho que suspendeu a execução

Marco Aurélio libera para votação denúncia de racismo contra Bolsonaro

Marco Aurélio libera para votação denúncia de racismo contra Bolsonaro

Ministro Marco Aurélio Mello, do STF, liberou para a inclusão na pauta da 1ª Turma da corte o julgamento contra o candidato da extrema-direita a presi

Morre Otavio Frias Filho, diretor de redação do jornal Folha de S. Paulo

Morre Otavio Frias Filho, diretor de redação do jornal Folha de S. Paulo

O diretor de redação do jornal Folha de S. Paulo, Otavio Frias Filho, morreu nesta terça-feira no Hospital Sírio-Libanês em São Paulo, vítima de um câ

Do Pato Donald ao caos financeiro, Abril fecha revistas, demite 800 e entra em decadência

Do Pato Donald ao caos financeiro, Abril fecha revistas, demite 800 e entra em decadência

BLOG NOCAUTECom informações do Poder 360A Editora Abril, que já foi a maior do Brasil, acumulou dívidas de cerca de R$ 1,6 bilhão. Só na semana passad