Porto Velho (RO) terça-feira, 3 de agosto de 2021
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

EMBRAPA LANÇA EDITAL COM 309 VAGAS PARA 24 ESTADOS


Há previsão de seis vagas e cadastro reserva para Embrapa Rondônia

 
O aguardado edital da Embrapa saiu esta semana com vagas ou cadastro reserva para 24 Estados brasileiros, cargos de níveis elementar, fundamental, médio-técnico e superior e salários que vão de R$ 679,58 a R$ 4.746,57. As inscrições poderão ser realizadas via Internet ou em agências credenciadas dos Correios e as provas estão previstas para dia 11 de novembro. A Consulplan Consultoria é a empresa responsável pela organização do processo seletivo.

Das vagas disponíveis, seis são direcionadas a Embrapa Rondônia, em Porto Velho (RO), que são uma para advogado com salário de R$ 2.718,30; duas para Laboratório, uma para Apoio Administrativo, uma para Técnico Florestal, de níveis médio-técnico, com salários de R$ 1.720,39; uma para Operário Rural (tratos culturais) e cadastro reserva para Operário Rural (Manejo Animal – Vaqueiro), de nível elementar, com salários de R$ 679,58. No entanto, serão realizadas provas nesta cidade e os candidatos podem se inscrever para os diversos cargos lotados em outras cidades/estados do Brasil também. Em Rondônia, as inscrições podem ser feitas via Internet (www.consulplan.net) ou na agência dos Correios localizada na Avenida Presidente Dutra, 2701, no Centro de Porto Velho. Ou seja, podem ainda se inscrever em qualquer uma das agências dos Correios credenciadas também e Internet, indicando que deseja fazer prova para qualquer uma das cidades apresentadas com vagas no Edital.

O edital com 309 vagas mais cadastro reserva já foi divulgado pela Embrapa no Diário Oficial. São cargos de níveis elementar (Operários rurais para manejo de animal – cavalariço, vaqueiro e ordenha e para tratos culturais), fundamental (alvenaria, elétrica hidráulica, marcenaria, mecânica e eletricidade de automóveis, máquinas e equipamentos, além de operador de máquinas agrícolas e veículos – tratorista e motorista), médio-técnico (Técnico Florestal, Técnico Agrícola, Segurança do Trabalho, Secretariado, Refrigeração, Mecânica, Informática, Impressão Gráfica, Eletrônica, Eletricista Predial, Cinegrafista, Apoio Administrativo, Acabamento Gráfico e Laboratório – com curso técnico para alimentos, em química, ou em biotecnologia) e superior (economista, estatístico, economista – econometria, advogado e engenheiro de segurança do trabalho). Os salários vão de R$ 679,58 para nível elementar, passando por R$ 1.100,02 para nível fundamental,  R$ 1.720,39 para nível médio-técnico e de R$ 2.718,30 a R$ 4.746,57 para nível superior.

As vagas ou cadastro reserva são destinados aos Estados/cidades do Acre (Rio Branco), Alagoas (Rio Largo), Amapá (Macapá), Amazonas (Manaus e Rio Preto da Eva), Bahia (Cruz das Almas), Ceará (Fortaleza e Sobral), Distrito Federal (Brasília, Planaltina e Gama), Goiás (Santo Antonio de Goiás), Maranhão (Balsas), Mato Grosso (Primavera do Leste), Mato Grosso do Sul (Campo Grande, Corumbá e Dourados), Minas Gerais (Juiz de Fora, Sete Lagoas e Coronel Pacheco), Pará (Belém), Paraíba (Campina Grande), Paraná (Londrina e Colombo), Pernambuco (Petrolina e Recife), Piauí (Teresina), Rio de Janeiro (Rio de Janeiro e Vassouras), Rio Grande do Sul (Pelotas, Bagé, Passo Fundo e Bento Gonçalves), Rondônia (Porto Velho), Roraima (Boa Vista), Santa Catarina (Concórdia e Londrina), São Paulo (São Carlos, Campinas e Jaquariúna) e Sergipe (Aracaju).

As inscrições começaram no dia 5 de setembro na Internet e vão até o dia 28 do mesmo mês (www.consulplan.net). Também poderão ser feitas nas agências dos Correios credenciadas entre os dias 17 e 28 de setembro (segue abaixo a relação de agências credenciadas). As taxas de inscrição são de R$ 20,00 para níveis elementar e fundamental, R$ 30,00 para médio-técnico e R$ 40,00 para superior. As provas estão previstas para o dia 11 de novembro (sujeita a alteração), nos turnos da manhã e da tarde, o que permite aos candidatos realizarem até duas inscrições (abaixo a relação de cada cargo e turno de provas). As provas do Concurso Público serão realizadas simultaneamente nas cidades de Rio Branco/AC, Rio Largo/AL, Manaus/AM,  Macapá/AP, Cruz das Almas/BA, Fortaleza/CE, Sobral/CE, Brasília/DF, Balsas/MA, Juiz de Fora/MG, Sete Lagoas/MG, Campo Grande/MS, Corumbá/MS, Dourados/MS, Primavera do Leste/MT, Belém/PA, Campina Grande/PB, Petrolina/PE, Recife/PE, Teresina/PI, Londrina/PR, Ponta Grossa/PR, Rio de Janeiro/RJ, Porto Velho/RO, Boa Vista/RR, Bento Gonçalves/RS, Pelotas/RS, Aracaju/SE e Campinas/SP. O candidato pode fazer provas numa cidade, disputando vagas para outras cidades onde haja disponibilidade de vagas ou cadastro reserva.

O concurso está sendo organizado pela Consulplan Consultoria, empresa que já acumula cerca de duas décadas de atuação na área de seleção de pessoal, através de concursos públicos, já tendo realizado certames para o Bando do Nordeste, Ceagesp, Manaus Energia S.A, Cepisa, Chesf, Emater-PB/RN, entre outras.

Fonte: Ascom

Mais Sobre Política - Nacional

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO) defendeu nesta quinta-feira (2) as medidas que estão sendo aprovadas pela Câmara e pelo Senado no

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

O deputado federal Lucio Mosquini é o relator revisor da MP 924/2020, conhecida como MP do Enfrentamento do coronavírus. O Senador Eduardo Gomes també

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Rede Brasil Atual - Deputados da oposição anunciaram hoje (5) que vão apresentar denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Edu