Porto Velho (RO) terça-feira, 21 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Em nota, CNBB apóia decisão sobre doentes terminais


Agência O GloboBRASÍLIA - A decisão do Conselho Nacional de Medicina de permitir a suspensão de procedimentos em casos sem chances de cura promete causar muita polêmica. A decisão foi elogiada pela Confederação Nacional de Bispos do Brasil (CNBB) e entidades médicas.Em nota, a CNBB mostrou-se favorável à resolução do Conselho Federal de Medicina. O texto reproduz citações do Papa João Paulo II, em que o pontífice defendia a ortotanásia, que é deixar ter "uma boa morte", supostamente sem sofrimento. No entanto, explicou que o apoio da conferência à ortotanásia não se estende à eutanásia, que é duramente criticada pela Igreja Católica.- A Igreja não obriga ninguém a recorrer a meios extraordinários que sejam desproporcionais ao benefício que possa advir ao doente. O médico sempre deve tentar de tudo para salvar a vida. Agora, quando a vida está em fase terminal, às vezes salvar a vida pode não significar muito para o paciente - disse o secretário-geral da CNBB, dom Odilo Pedro Scherer.

Mais Sobre Política - Nacional

STF mantém liberdade concedida a Dirceu

STF mantém liberdade concedida a Dirceu

Por 3 votos a 2, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal decidiu nesta terça-feira (21) manter a decisão tomada em junho que suspendeu a execução

Marco Aurélio libera para votação denúncia de racismo contra Bolsonaro

Marco Aurélio libera para votação denúncia de racismo contra Bolsonaro

Ministro Marco Aurélio Mello, do STF, liberou para a inclusão na pauta da 1ª Turma da corte o julgamento contra o candidato da extrema-direita a presi

Morre Otavio Frias Filho, diretor de redação do jornal Folha de S. Paulo

Morre Otavio Frias Filho, diretor de redação do jornal Folha de S. Paulo

O diretor de redação do jornal Folha de S. Paulo, Otavio Frias Filho, morreu nesta terça-feira no Hospital Sírio-Libanês em São Paulo, vítima de um câ

Do Pato Donald ao caos financeiro, Abril fecha revistas, demite 800 e entra em decadência

Do Pato Donald ao caos financeiro, Abril fecha revistas, demite 800 e entra em decadência

BLOG NOCAUTECom informações do Poder 360A Editora Abril, que já foi a maior do Brasil, acumulou dívidas de cerca de R$ 1,6 bilhão. Só na semana passad