Porto Velho (RO) sexta-feira, 22 de junho de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Economista contesta economia em horário de verão


Agência O GloboRIO - O vice-presidente do Conselho Regional de Economia de São Paulo (Corecon-SP), Wilson Roberto Villas Boas Antunes, economista e especialista em energia, contestou nesta, segunda-feira, a possível economia de energia em virtude do horário de verão.Para Villas Boas Antunes, o máximo que se consegue ao se adiantar os relógios em uma hora é uma melhor distribuição da energia elétrica, evitando-se assim picos de consumo que poderiam acarretar em 'apagões'.- Os dias mais longos da estação de verão criam essa possibilidade de melhor distribuir do consumo de energia nos grandes centros - diz.- É como uma família de 6 pessoas com um carro para no máximo 4 que pretenda fazer uma viagem. É preciso fazer um remanejamento para que todos cheguem ao destino em duas ou mais viagens - explemplifica o economista.

Mais Sobre Política - Nacional

 Mariana Carvalho comemora lei que permite inclusão dos servidores de ex – territórios nos quadros da União

Mariana Carvalho comemora lei que permite inclusão dos servidores de ex – territórios nos quadros da União

Cerca de 3 mil aposentados e pensionistas, além de 800 servidores que passaram em concurso antes da mudança de território em Rondônia serão inclusos n

PML: crianças brasileiras são enjauladas nos EUA e Temer se cala

PML: crianças brasileiras são enjauladas nos EUA e Temer se cala

 TV 247- O programa Boa Noite 247 desta quarta-feira (20) destacou a absolvição da presidenta do PT, a senadora Gleisi Hoffmann, e a política de imigr

Tarifa de ônibus sobe para R$ 3,95 na cidade do Rio

A tarifa de ônibus urbano da cidade do Rio de Janeiro subiu hoje (21) de R$ 3,60 para R$ 3,95. O aumento foi autorizado na terça-feira (19) pela dese

Temer vai tirar R$1 bilhão do Fies, da Cruz Vermelha, das Apaes e das Santas Casas

Temer vai tirar R$1 bilhão do Fies, da Cruz Vermelha, das Apaes e das Santas Casas

Medida provisória prevê retirar recursos das loterias federais para o FNSP (Fundo Nacional da Segurança Pública); quem amargará o prejuízo será o Fies