Porto Velho (RO) segunda-feira, 13 de julho de 2020
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Dossiê: PF acredita que dólares entraram ilegalmente no Brasil


Agência O Globo RIO - A Polícia Federal tem indícios de que parte dos dólares encontrados com Gedimar Passos e Valdebran Padilha, pivôs do escândalo do dossiê, entrou ilegalmente no país. Os dois foram pegos com R$ 1,7 milhão que seria usado para comprar um documento com informações contra os candidatos do PSDB ao governo de São Paulo, José Serra, e à presidência, Geraldo Alckmin. Uma parte dos dólares é de um lote de 25 milhões fabricado pela Casa da Moeda dos Estados Unidos em abril deste ano. O lote foi distribuído para bancos de Nova York e do estado da Flórida. As informações foram passadas à PF por autoridades americanas, com base nos números de série das notas, que se referem a dois maços de dez mil dólares cada, num total de US$ 248.800,00 apreendidos. Valdebran Padilha foi flagrado com US$ 109.800 e R$ 758 mil. Gedimar Passos foi preso com 139 mil dólares e mais R$ 410 mil. No total, foi encontrado com os dois o equivalente a R$ 1,7 milhão. Os maços de dólares estavam com etiquetas onde se lê a sigla da Casa da Moeda americana. Pela aparência das cédulas, a polícia concluiu que o dinheiro não havia circulado antes. De acordo com as investigações, os números de série encontrados até agora não correspondem a dólares registrados no Banco Central do Brasil, o que indica que pelo menos parte do dinheiro apreendido entrou ilegalmente no país, de avião ou de carro. Entre o material apreendido também estão registros de somas feitas em máquina de calcular, onde é possível ler anotações como 119-Campo Grande e, quase apagado, o nome Cláudio Márcio F. Silva e as palavras "arrecadação/caixa", Caxias-118. A polícia obteve outra informação através de uma relação de passageiros de um vôo de 14 de setembro, dia em que Gedimar Passos disse ter recebido o dinheiro para comprar o dossiê. Naquele dia, um dos ocupantes do avião que saiu de Brasília para São Paulo era Jorge Lorenzetti, apontado como um dos principais nomes em torno do escândalo.

Mais Sobre Política - Nacional

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO) defendeu nesta quinta-feira (2) as medidas que estão sendo aprovadas pela Câmara e pelo Senado no

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

O deputado federal Lucio Mosquini é o relator revisor da MP 924/2020, conhecida como MP do Enfrentamento do coronavírus. O Senador Eduardo Gomes també

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Rede Brasil Atual - Deputados da oposição anunciaram hoje (5) que vão apresentar denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Edu