Porto Velho (RO) sábado, 25 de maio de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Dívida mobiliária federal volta a atingir R$ 1 trilhão em junho


Martha Beck - (Agência O Globo)BRASÍLIA - A dívida pública mobiliária federal interna (em títulos públicos) fechou junho em R$ 1,016 trilhão, o que representa um aumento de 1,70% em relação a maio, quando o estoque estava em R$ 999,1 bilhões. A elevação foi provocada por uma emissão líquida de R$ 6,5 bilhões e pela apropriação de juros.Segundo o Tesouro Nacional, a parcela da dívida corrigida por títulos prefixados ficou em 31,5% em junho, contra 29,6% de maio. Neste caso, o aumento foi resultado de uma emissão líquida de R$ 20,4 bilhões e também do resgate líquido de R$ 13,2 bilhões em papéis atrelados à Selic (LFTs).Pela mesma razão, a participação dos títulos corrigidos pela Selic na dívida reduziu-se de 44,1% em maio para 42,5% em junho. Já o percentual da dívida atualizada por índices de preços caiu levemente no período, de 21,9% para 21,7%.A parcela da dívida atrelada ao câmbio caiu de 2,5% em maio para 2,3% em junho devido à apreciação do real em relação ao dólar no período. Já quando se consideram as operações de swap, a parcela da dívida exposta à variação cambial passou de -1,8% para -1,4% entre maio e junho. Isso significa que o governo tem agora uma posição ativa em câmbio de R$ 14,6 bilhões.

Mais Sobre Política - Nacional

Audiência Pública no Senado Federal debate violência nas escolas e as suas consequências

Audiência Pública no Senado Federal debate violência nas escolas e as suas consequências

A Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) do Senado Federal promove nesta terça-feira (14), às 9h, audiência pública para debater com especialist

Presidente Bolsonaro assina novas regras para atiradores e caçadores

Presidente Bolsonaro assina novas regras para atiradores e caçadores

O presidente Jair Bolsonaro assinou hoje (7), em cerimônia no Palácio do Planalto, o decreto que regulamenta a posse, o porte e a comercialização de a

Villas Bôas diz que se Jair Bolsonaro fracassar, as forças armadas vão pagar a conta

Villas Bôas diz que se Jair Bolsonaro fracassar, as forças armadas vão pagar a conta

O ex-comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, que reagiu aos ataques aos militares, de Olavo de Carvalho, guru do presidente da República

Mariana reforça luta a favor de pacientes com doenças raras

Mariana reforça luta a favor de pacientes com doenças raras

A deputada Mariana Carvalho (RO) participou na quarta-feira (24) de debate promovido pela Comissão de Defesa da Pessoa com Deficiência sobre as dif