Porto Velho (RO) sexta-feira, 10 de julho de 2020
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Dirigente do PT receberá R$ 100 mil da Comissão de Anistia


Evandro Eboli - Agência O Globo BRASÍLIA - A Comissão de Anistia aprovou na última quinta-feira a condição de anistiado político do presidente do PT em São Paulo, Paulo Frateschi, que terá direito a uma indenização de R$ 100 mil, a ser paga em prestação única. Durante a ditadura militar, Frateschi atuou no movimento estudantil, integrou o grupo Ação Libertadora Nacional (ALN) e foi preso várias vezes. Em 1969, ficou 69 dias preso e em 1973 sua prisão durou 23 dias. Frateschi, que é um do fundadores do PT, também respondeu a inquérito policial militar. Formado em ciências sociais, Frateschi começou a dar aulas na década de 80 e atuou no movimento dos professores. Além da indenização, ele poderá contar o tempo em que foi perseguido para efeito de aposentadoria. No PT, Frateschi faz parte do grupo da ex-prefeita de São Paulo Martha Suplicy.

Mais Sobre Política - Nacional

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO) defendeu nesta quinta-feira (2) as medidas que estão sendo aprovadas pela Câmara e pelo Senado no

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

O deputado federal Lucio Mosquini é o relator revisor da MP 924/2020, conhecida como MP do Enfrentamento do coronavírus. O Senador Eduardo Gomes també

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Rede Brasil Atual - Deputados da oposição anunciaram hoje (5) que vão apresentar denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Edu