Quinta-feira, 25 de julho de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Diesse: cesta básica subiu em 11 capitais, em setembro


Agência O Globo RIO - Após três meses de redução no custo dos alimentos essenciais em 14 capitais, em setembro, predominou o comportamento de alta em 11 cidades. Foi o que constatou a Pesquisa Nacional da Cesta Básica feita pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), realizada todos os meses em 16 localidades. Segundo o Dieese, as principais elevações de preço ocorreram no Rio de Janeiro (5,22%) e nas capitais da região Sul do país: Florianópolis (3,69%), Porto Alegre (3,47%) e Curitiba (2,51%). As reduções, em setembro, foram verificadas em Belém (-0,58%) e em quatro cidades do Nordeste: João Pessoa (-0,75%), Aracaju (-0,82%), Natal (-1,02%) e Fortaleza (-2,56%). Pelo terceiro mês consecutivo, o maior custo da cesta básica foi verificado em Porto Alegre. Em setembro, o valor, capital gaúcha, chegou a R$ 177,68. O segundo maior valor para a cesta foi apurado em São Paulo, onde os gêneros de primeira necessidade custaram R$ 172,10. Os menores valores registraram-se em Fortaleza (R$ 126,15) e Natal (R$ 129,92). Com base no maior custo verificado para o conjunto de bens alimentícios essenciais e levando em consideração o preceito constitucional que determina que o salário mínimo deve ser suficiente para a manutenção de uma família, suprindo suas necessidades com alimentação, moradia, transporte, vestuário, saúde, educação, higiene, lazer e previdência, o DIeese estima, mensalmente, qual deveria ser o salário mínimo necessário. Assim, em setembro, o valor deveria ser 4,26 vezes o salário mínimo atual, ou seja, R$ 1.492,69, pouco mais de R$ 50,00 que o valor apurado em agosto (R$ 1.442,62). Ainda segundo o Dieese, o tempo de trabalho necessário para aqueles que ganham salário mínimo adquirirem a cesta básica, em setembro, na média das 16 capitais pesquisadas, registrou pequeno acréscimo, chegando a 93 horas e 32 minutos, contra 92 horas e 33 minutos apurados em agosto. Mesmo assim, é a segunda menor jornada verificada no ano. Em setembro de 2005, eram necessárias 108 horas e 06 minutos para comprar os mesmos itens. A carne bovina - produto de maior peso na cesta básica - registrou, em setembro, alta em 13 capitais. As maiores elevações foram constatadas no Rio de Janeiro (7,02%), Recife (6,39%), Florianópolis (5,77%) e São Paulo (4,45%), enquanto as reduções ocorreram em Vitória (-0,36%), Porto Alegre (-1,16%) e Salvador (-1,22%). O produto com o segundo maior peso na cesta é o pão, cujo preço subiu, em setembro, em oito cidades, com destaque para Porto Alegre (9,79%), Vitória (3,42%) e Recife (3,28%). Em João Pessoa, São Paulo e Brasília houve estabilidade do preço. Em cinco capitais o produto ficou mais barato, como ocorreu em Curitiba (-1,45%) e Natal (-1,31%). Em 12 meses, o pão francês teve alta em 11 capitais, as mais significativas verificadas em Goiânia (13,76%), Porto Alegre (11,69%), Florianópolis (6,62%) e João Pessoa (4,44%). As retrações, em um ano, foram apuradas em cinco cidades, principalmente Belém (-2,20%) e Brasília (-3,99%).

Gente de OpiniãoQuinta-feira, 25 de julho de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

O Supremo Tribunal Federal (STF) formou nesta sexta-feira (25) maioria de votos para determinar que a Câmara dos Deputados faça a redistribuição do

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

O Sindicato Nacional dos Servidores das Agências Nacionais de Regulação (SInagências) conseguiu uma solução direta do governo após intensa articulaç

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Reservas foi instaurada em Rondônia para investigar possíveis irregularidades nos processos de criação

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Na tarde dessa segunda-feira (06), o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (SECOM), Paulo Pimenta, esteve r

Gente de Opinião Quinta-feira, 25 de julho de 2024 | Porto Velho (RO)