Porto Velho (RO) quarta-feira, 28 de outubro de 2020
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Deputado do PT poderá ser expulso do partido


Agência O Globo BELO HORIZONTE - O diretório do PT de Minas Gerais poderá expulsar o deputado eleito Juvenil Alves do partido. O parlamentar é suspeito de comandar um esquema de fraudes, desmantelado pela operação Castelhana da Polícia Federal. O Tribunal Regional Eleitoral chegou a suspender a diplomação de Juvenil Alves, por irregularidades na campanha. Quando ele foi preso pela primeira vez, no dia 24 de novembro, o diretório do PT decidiu suspendê-lo das atividades partidárias, por sessenta dias. O presidente da executiva mineira, Nilmário Miranda, disse que enviou o caso à Comissão de Ética e afirmou que Juvenil terá direito à defesa. - O Diretório referendou a posição que eu tinha tomado, junto com a executiva, de fazer a suspensão da filiação partidária dele, por 60 dias. Encaminhamos os dados para a Comissão de Ética, para averiguar as denúncias. Porém, não devemos deixar de ouvi-lo. Ele tem direito a defesa. É fundamental que aconteça uma reunião, para que ele explique o que aconteceu ao partido. Mas a situação dele é muito complexa porque existe uma opinião partidária generalizada de insatisfação, em relação a sua presença no partido - revelou Nilmário. O Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais suspendeu na sexta-feira a diplomação de Juvenil Alves, que foi eleito deputado federal com o maior número de votos pelo PT. Advogados do petista entregaram ontem , no TRE, a manifestação sobre as diligências da Justiça Eleitoral referente à prestação de contas do deputado. De acordo com a defesa, as contas de campanha, no total de R$ 415 mil, apresentadas pelo candidato estão regulares. Na nota, os advogados consideram precipitada, a iniciativa do ministério Público Eleitoral. Eles alegam que tiveram acesso somente aos documentos que fundamentaram as suspeitas de irregularidades levantadas pelo Ministério Público e que os documentos fiscais estão apreendidos pela Polícia Federal. A defesa reclama do prazo de 72 horas para a manifestação do candidato, considerada insuficiente para a análise do grande volume de documentos. De acordo com os advogados, os documentos enviados pelo Mistério Público não são referentes às contas de campanha, mas de serviços advocatícios.

Mais Sobre Política - Nacional

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO) defendeu nesta quinta-feira (2) as medidas que estão sendo aprovadas pela Câmara e pelo Senado no

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

O deputado federal Lucio Mosquini é o relator revisor da MP 924/2020, conhecida como MP do Enfrentamento do coronavírus. O Senador Eduardo Gomes també

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Rede Brasil Atual - Deputados da oposição anunciaram hoje (5) que vão apresentar denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Edu