Porto Velho (RO) sexta-feira, 17 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Depois de 23 anos, o diagnóstico: um bisturi esquecido dentro do abdômen


Isonilda Souza -Agência O GloboGOIÂNIA - Após sofrer 23 anos com fortes dores abdominais e na coluna, a dona de casa Maria Abadia Dias de Oliveira, de 47 anos, finalmente conseguiu diagnóstico para seu martírio: um raio X apontou que ela carrega um bisturi dentro do abdômen. A lâmina de aproximadamente cinco centímetros teria sido esquecida por médicos durante uma cesariana em 1984 no Hospital Municipal de Campos Belos, a 625 quilômetros de Goiânia. Maria Abadia deve se submeter a uma cirurgia para retirada do bisturi no fim deste mês.Ainda abalada emocionalmente, a dona de casa conta que passou metade da vida tentando descobrir a causa das sensações estranhas que sentia na barriga. Nesse período, se tratou com vários médicos em Itauçu, a 60 quilômetros de Goiânia, onde mora atualmente com a família. No entanto, o diagnóstico era sempre o de dores lombares e na coluna.- Os doutores diziam que eu não tinha nada, que aquilo era coisa da idade - relembra indignada. Para amenizar o incômodo, ela tomava analgésicos e anti-inflamatórios freqüentemente.O drama de Maria Abadia começou com complicações no parto da filha mais nova, Queila Franciele Dias, de 23 anos. Na época, ela morava na zona rural de Campos Belos e foi levada para o Hospital Municipal da cidade, onde se submeteu à uma cesariana para retirada do bebê. Após o procedimento, ela ficou três dias em coma e levou meses se recuperando do pós-operatório.- Nunca mais tive a mesma saúde e não entendia porquê - rememora.As dores sentidas por Maria Abadia se intensificaram a partir de 2004, mas só em dezembro do ano passado, um ortopedista de Goiânia solicitou uma radiografia do tronco. O resultado do exame ficou pronto no início deste mês. Ao receber o diagnóstico, ela relata que desabou no colo da filha mais velha, Andrea Dias.- Meus lábios tremiam e eu tinha vontade de gritar. Queria que a cirurgia para retirada da lâmina fosse feita imediatamente - conta.O cirurgião Henry Taia, que fará a operação para remover o bisturi, disse que o organismo de Maria Abadia só tolerou bem o corpo estranho porque o metal não provoca grandes reações.- Queremos saber qual a melhor forma de acesso, pois, a lâmina pode estar grudada no intestino e a retirada pode agravar o quadro - afirmou.A cirurgia considerada de médio porte será realizada no Hospital Geral de Goiânia (HGG). Taia explica que nesses 23 anos a lâmina migrou na barriga de Maria Abadia e hoje está localizada no lado esquerdo cerca de 30 centímetros acima da cicatriz da cesariana. Ele evitou fazer críticas ao procedimento anterior, mas reconhece que a dona de casa foi vítima de uma negligência médica. Segundo o cirurgião, o diagnóstico correto do problema só demorou tanto porque Maria Abadia se queixava de dores lombares e na coluna que são comuns em várias pessoas.- Ela não reclama de tantas dores no local onde está a lâmina - observa.Maria Abadia afirma que pretende processar os responsáveis pelo Hospital Municipal de Campos Belos, mas isso só será feito após a retirada do bisturi. Ela conta que, além dos danos à sua saúde, sofreu danos morais já que enfrentou vários tipos de constrangimento como o de não conseguir passar em portas com detector de metais. A direção da unidade informou que formará uma comissão para averiguar o prontuário da paciente. Segundo uma funcionária do hospital, os arquivos antigos estão na Secretaria de Saúde de Campos Belos e levará tempo para serem analisados.

Mais Sobre Política - Nacional

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

O jornalista e escritor Palmério Dória denuncia em seu Twitter o cinismo escancarado do Grupo Globo em omitir o que ele chama de 'engenharia do caos';

 Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

O desembargador do TRF-4 Rogério Fraveto, que em 8 de julho determinou a soltura do ex-presidente Lula, decisão que não foi cumprida, disse, em sua de

Grupo Abril pede recuperação judicial

Grupo Abril pede recuperação judicial

O grupo Abril entrou com um pedido recuperação judicial nesta quarta-feira (15); plano de recuperação judicial será mostrado aos credores em até 60 di

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Está revogada a decisão do Carf que havia livrado o banco de pagamento de multa de R$ 26 bilhões por sonegação de impostos; é a maior da história...