Porto Velho (RO) domingo, 22 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

DEM tenta reaver 11 vagas na Câmara


Adriana Vasconcelos - Agência O Globo BRASÍLIA - A exemplo dos tucanos, o Democratas também vão tentar recuperar os mandatos de parlamentares que foram eleitos pela legenda no ano passado, mas mudaram de legenda. O presidente do DEM, deputado Rodrigo Maia (RJ), encaminhou à mesa da Câmara um requerimento solicitando a vacância de 11 vagas na Casa. Deste total, oito deputados elegeram-se diretamente pelo Democratas e buscaram abrigo em partidos da base governista: Sabino Castelo Branco (PTB-AM), Nelson Goetten (PR-SC), Cristiano Matheus (PMDB-AL), Laurez Moreira (PSB-TO), José Rocha (PR-BA), Antônia Cruz (PR-MS), Jusmari Oliveira (PR-BA) e Marcelo Guimarães Filho (PMDB-BA).Os outros três mandatos reivindicados pelo Democratas, porém, são de parlamentares que foram por outras legendas, mas cujos os primeiros suplentes são do DEM. Dois elegeram-se pelo PSDB e suas vagas também estão sendo pleiteadas pelos tucanos: Armando Abílio Vieira (PB) que está filiado atualmente ao PTB e Djalma Berger (SC), hoje no PSB. O último é Ratinho Júnior (PR), que foi eleito pelo PPS e está agora no PSC. A iniciativa do Democratas é respaldada pela decisão tomada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que ao responder a uma consulta formulada pela própria legenda definiu que os mandatos de vereadores, deputados federais e estaduais pertencem aos partidos ou coligações pelos quais foram eleitos e não aos candidatos. Caso o presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), não acate o pedido do DEM, o partido adianta que deverá recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF).- Depois da consulta formulada pelo Democratas, é natural que nós agora tentemos reaver nossos mandatos. Se nosso pedido de vacância das vagas não for atendido pelo presidente da Câmara, o caminho alternativo será impetrar um mandado de segurança no Supremo - confirmou Rodrigo Maia.Caso Chinaglia demore a responder o pedido do Democratas, Maia cogita a possibilidade de antecipar o recurso ao Supremo.- O mandado de segurança cabe tanto diante de uma decisão negativa da mesa da Câmara como pela sua omissão diante da solicitação de uma legenda - acrescentou.Tudo indica, porém, que Chinaglia deverá deixar a decisão final sobre essa questão para o Supremo, embora ele venha se recusando a antecipar a resposta que apresentará ao PSDB e ao DEM.

Mais Sobre Política - Nacional

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

 Há pelo menos seis anos, setores do governo brasileiro estudam construir quatro grandes hidrelétricas, duas delas na Região Norte, uma delas em Rondô

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira o PL 2438/19 de autoria da deputada Mariana Carvalho (RO) e do deputado Rafael Motta que

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Implacável para condenar lideranças do PT na República de Curitiba, a Justiça brasileira não mostra o mesmo furor para investigar e julgar os tucanões

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou que o anúncio da liberação de saques das contas ativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviç