Porto Velho (RO) terça-feira, 13 de novembro de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Delegado da PF diz que dossiê citava todos os partidos


Julio Cruz
Agência Brasil

 O delegado da Polícia Federal Edmilson Bruno disse que o documento apreendido com Gedimar Pereira Passos e Valdebran Padilha envolvia todos os partidos, e que o assunto ia além da Operação Sanguessuga. Bruno, que prendeu os dois em São Paulo, deflagrando o caso do dossiê, deu entrevista coletiva hoje (22).

“O que o PT, entre aspas, estaria interessado é não só naquelas fotos e fitas, porque isso já tinha caído em domínio público. Existia um dossiê que falava não só da Operação Sanguessuga, mas de outras coisas, que envolvia todos os partidos políticos”, declarou Bruno. Segundo ele, o documento tinha 2 mil páginas.

Sobre a operação que resultou na prisão de Gedimar Pereira Passos e Valdebran Padilha, o delegado mencionou também Jorge Lorenzetti, que foi afastado da campanha de Luiz Inácio Lula da Silva. “O Jorge liga para o Valdebran e fala pra ficar tranqüilo, que vai dar tudo certo”, relatou.

A respeito da origem do dinheiro encontrado com Gedimar e Valdebran, que teria sido usado para comprar o dossiê, Bruno mencionou um possível doleiro. “O Gedimar disse que possivelmente seja um doleiro e citou o nome de André. Não sei quem é o André.”

 

Mais Sobre Política - Nacional

JUÍZA SUBSTITUTA DE MORO NEGA PEDIDO DE LULA PARA SER INTERROGADO DE NOVO

JUÍZA SUBSTITUTA DE MORO NEGA PEDIDO DE LULA PARA SER INTERROGADO DE NOVO

A juíza federal substituta Gabriela Hardt negou, nesta terça-feira (13), o pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que ele

Bolsonaro anuncia o general Fernando Azevedo e Silva para a Defesa

Bolsonaro anuncia o general Fernando Azevedo e Silva para a Defesa

A pasta seria ocupada inicialmente pelo general Augusto Heleno

Projeto de Mariana Carvalho isenta motorista de novos exames dentro da validade da CNH

Projeto de Mariana Carvalho isenta motorista de novos exames dentro da validade da CNH

O exame tem validade de cinco anos para condutores com menos de 65 anos.

Haddad, Ciro, Boulos e os rumos dos progressistas

Haddad, Ciro, Boulos e os rumos dos progressistas

Haddad, Ciro e Boulos precisam decidir se querem dar um passo em frente ou dois passos atrás.