Porto Velho (RO) sexta-feira, 22 de março de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Declaração de isento deve ser feita até o dia 30


Agência O GloboRIO - Os contribuintes têm até o próximo dia 30 de novembro para fazer a Declaração Anual de Isento (DAI 2006) das Pessoas Físicas. Quem deixar de entregar a declaração poderá ter o CPF pendente e até suspenso, o que pode trazer transtornos na hora de abrir uma conta no banco, solicitar empréstimos ou tirar passaporte, entre outros problemas.De acordo com a consultora do Centro de Orientação Fiscal (Cenofisco), Renata Ferrarezi, o contribuinte que deixar de declarar terá muitos problemas em sua vida financeira, até mesmo ficará impedido de abrir empresas ou até receber o prêmio de uma loteria, se ganhar.Segundo Ferrarezi, estão obrigadas à apresentação dessa declaração todas as pessoas físicas que possuem CPF e que ficaram dispensadas da apresentação da Declaração de Ajuste relativa ao ano de 2005, cujo prazo venceu em 28 de abril de 2006.

Mais Sobre Política - Nacional

Câmara dos Deputados: CCJC aprova projeto de política nacional de prevenção ao suicídio

Câmara dos Deputados: CCJC aprova projeto de política nacional de prevenção ao suicídio

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO), informou que Câmara dos Deputados, por meio da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC)

Vídeo: Mariana Carvalho comemora a aprovação do seu projeto em que o agressor terá de ressarcir SUS por custos com vítima de violência doméstica

Vídeo: Mariana Carvalho comemora a aprovação do seu projeto em que o agressor terá de ressarcir SUS por custos com vítima de violência doméstica

Projeto da deputada Mariana Carvalho (PSDB-RO) e do deputado Rafael Motta (PSB-RN) é aprovado no Senado Federal. O projeto determina que o agressor

APROVADO – Agressor terá de ressarcir SUS por custos com vítima de violência doméstica

APROVADO – Agressor terá de ressarcir SUS por custos com vítima de violência doméstica

O Plenário do Senado aprovou, nesta terça-feira (19), projeto que determina que o agressor nos casos de violência doméstica e familiar será obrigado a

Câmara dos Deputados aprova prioridade de matrícula para filhos de mulher vítima de violência

Câmara dos Deputados aprova prioridade de matrícula para filhos de mulher vítima de violência

Proposta permite ao juiz determinar a matrícula ou transferência de dependentes da mulher vítima de violência independentemente da existência de vagaO