Porto Velho (RO) domingo, 20 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

CUT diz que decisão do STF não encerra ciclo de protestos


Agência O GloboSÃO PAULO - A Central Única dos Trabalhadores (CUT) decidiu que vai manter o posto de coleta de assinaturas contra o aumento abusivo dos deputados e senadores na Praça do Patriarca, no centro de São Paulo, até o final deste ano. Para a CUT, a decisão tomada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) não diminui a importância do abaixo-assinado. "Ao contrário, como é grande a possibilidade de o tema ser decidido no plenário do Congresso, o peso político representado pelas assinaturas populares será decisivo na pressão a ser exercida sobre os parlamentares, em busca da reversão do aumento", diz nota da CUT divulgada à tarde.Além do abaixo-assinado, a CUT promoverá outros atos públicos que serão realizados em praças de diferentes cidades do estado de São Paulo, onde a central tem 17 subsedes. As demais CUTs estaduais e os sindicatos filiados também continuarão a obter apoio nos locais de trabalho e em suas sedes. No primeiro dia de coleta no centro de São Paulo, 9,5 mil trabalhadores assinaram o manifesto contra o aumento dos parlamentares.Em Brasília, onde também foram realizados atos e coleta de assinaturas nesta terça, a participação chegou a aproximadamente 10 mil pessoas. Pela internet, no endereço aumentoabusivo@cutsp.org.br, a adesão desta terça somou 1,5 mil assinaturas.

Mais Sobre Política - Nacional

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

 Há pelo menos seis anos, setores do governo brasileiro estudam construir quatro grandes hidrelétricas, duas delas na Região Norte, uma delas em Rondô

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira o PL 2438/19 de autoria da deputada Mariana Carvalho (RO) e do deputado Rafael Motta que