Domingo, 14 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Cristovam: 'Não quero ser o candidato aspirina'


Agência O Globo RIO - O candidato do PDT a presidente, Cristovam Buarque, reafirmou nesta quarta-feira sua disposição em ser o porta-voz da educação. Em entrevista à rádio Bandeirantes, Cristovam disse que prefere ser conhecido como "candidato de uma nota só", do que como "candidato aspirina". - Não vou me ajustar ao que as pesquisas de opinião e os marqueteiros sugerem. Sou um candidato com causa. Candidato com causa perde voto, mas não perde a causa - afirmou. Segundo Cristovam, há diversas propostas para resolver a questão da violência, como a inclusão de jovens e a coordenação das polícias estaduais, mas a maioria é paliativa. - Isso tudo é aspirina. A paz só virá com a educação. Prefiro ser candidato de uma nota só, do que candidato aspirina - disse. O candidato, que foi ministro da Educação do governo Lula, criticou a gestão do petista. - A gaveta do presidente Lula está cheia de projetos que eu deixei lá. Ele não fez em quatro anos e não vai fazer. Não está na alma dele a idéia de que a revolução é a educação. No centro dele, está a questão da economia - afirmou o ex-ministro, que acrescentou: - O problema do Lula não é não ter diploma. É que ele não liga para que os outros tenham diploma. Eu vou fazer com que todos tenham diploma. Durante a entrevista, Cristovam repudiou o discurso dos demais candidatos que, segundo ele, concentram suas propostas na área econômica. - Estamos prisioneiros na esquerda e na direita dessa prática de que a economia é o centro. Mas eu acho que a educação é que vai mudar a economia - disse. Para acabar com os escândalos de corrupção, Cristovam também acredita que a solução está na educação. Ele defende, no entanto, que a corrupção seja enquadrada como crime hediondo. E sugeriu algumas medidas para amenizar o problema, como o fim da reeleição e a quebra do sigilo bancário e fiscal de todos os políticos. - Se fizer isso, dá um basta. Mas não é isso que vai resolver. Só a revolução educacional é que será capaz de fazer com que esse país não tenha mais corrupção no futuro. O candidato defendeu ainda a realização de um segundo turno na disputa presidencial. - O Brasil precisa ter segundo turno. Temo uma postura autoritária de um presidente eleito no primeiro turno.

Gente de OpiniãoDomingo, 14 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

O Supremo Tribunal Federal (STF) formou nesta sexta-feira (25) maioria de votos para determinar que a Câmara dos Deputados faça a redistribuição do

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

O Sindicato Nacional dos Servidores das Agências Nacionais de Regulação (SInagências) conseguiu uma solução direta do governo após intensa articulaç

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Reservas foi instaurada em Rondônia para investigar possíveis irregularidades nos processos de criação

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Na tarde dessa segunda-feira (06), o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (SECOM), Paulo Pimenta, esteve r

Gente de Opinião Domingo, 14 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)