Porto Velho (RO) sábado, 19 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Consumo de energia deve crescer acima de 3% nas próximas décadas


Mônica Tavares - Agência O GloboBRASÍLIA - O consumo de eletricidade crescerá 4,5% ao ano no período de 2005-2030 num cenário de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 4,1% ao ano. Este foi o cenário "referência" apresentado nesta quinta-feira pelo presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Maurício Tolamasquim, durante o "Seminário Temático - Projeções do Consumo Final de Energia". O consumo de energia este ano deverá subir cerca de 4%.No melhor cenário, para um crescimento do PIB de 5,1% ao ano até 2030, o consumo de energia elétrica subiria 5,2%. No terceiro cenário, com crescimento de 3,2% do PIB, o consumo de energia cresceria 3,8%. No pior cenário, para um crescimento de apenas 2,2% da economia, o consumo cresceria 3,1%.O especialista Altino Ventura, que foi presidente da Eletrobrás na época do racionamento de energia, alertou para a necessidade de se diversificar a matriz energética do país, com outras fontes de energia, além da hidráulica. Mesmo assim, ele disse há um desafio porque em 2030 o crescimento do consumo deverá ficar entre 4.500 MW médios e 5 mil MW médios.- Se fosse usada só a energia nuclear, seriam necessárias seis usinas - alertou.Para Altino Ventura, a conservação de energia será fundamental porque o Brasil começa a esgotar o seu potencial. Ele defendeu que o país projete a transição, porque também haverá aumento do custo de energia, o que poderá modificar o cenário. O presidente da EPE rebateu:- No estudo não foi incluída uma ação de conservação de energia. A tendência a uma diversificação da matriz é saudável. Em um horizonte de 2030, outras fontes começam a surgir de forma competitiva.Tolmasquim alertou para a influência do crescimento populacional. Embora com taxas decrescentes, em torno de 0,5% a 1% ao ano, a população deverá crescer, em 25 anos, mais de 53 milhões de habitantes, o equivalente a uma região Nordeste, ou a uma França ou Espanha. Ele disse que o crescimento vegetativo representa um aumento da demanda de energia.O consumo residencial de energia elétrica, em 2004, representava 22,6%. Ao fim do período, em 2030, a sua participação vai subir para 28%. O consumo residencial era de 78,5 Tera Watt/hora (TWh) no ano passado e vai subir para 314,7 TWh em 2030. O consumo por domicílio era de 140 quilowatts/hora (kWh) por mês em 2004, por causa do racionamento. Somente a partir de 2013 a demanda ficará acima do nível do pré-racionamento. Em 2000, o consumo era de 173 kWh/mês.

Mais Sobre Política - Nacional

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

 Há pelo menos seis anos, setores do governo brasileiro estudam construir quatro grandes hidrelétricas, duas delas na Região Norte, uma delas em Rondô

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira o PL 2438/19 de autoria da deputada Mariana Carvalho (RO) e do deputado Rafael Motta que