Porto Velho (RO) terça-feira, 26 de maio de 2020
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Consumo de energia deve crescer acima de 3% nas próximas décadas


Mônica Tavares - Agência O Globo BRASÍLIA - O consumo de eletricidade crescerá 4,5% ao ano no período de 2005-2030 num cenário de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 4,1% ao ano. Este foi o cenário "referência" apresentado nesta quinta-feira pelo presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Maurício Tolamasquim, durante o "Seminário Temático - Projeções do Consumo Final de Energia". O consumo de energia este ano deverá subir cerca de 4%. No melhor cenário, para um crescimento do PIB de 5,1% ao ano até 2030, o consumo de energia elétrica subiria 5,2%. No terceiro cenário, com crescimento de 3,2% do PIB, o consumo de energia cresceria 3,8%. No pior cenário, para um crescimento de apenas 2,2% da economia, o consumo cresceria 3,1%. O especialista Altino Ventura, que foi presidente da Eletrobrás na época do racionamento de energia, alertou para a necessidade de se diversificar a matriz energética do país, com outras fontes de energia, além da hidráulica. Mesmo assim, ele disse há um desafio porque em 2030 o crescimento do consumo deverá ficar entre 4.500 MW médios e 5 mil MW médios. - Se fosse usada só a energia nuclear, seriam necessárias seis usinas - alertou. Para Altino Ventura, a conservação de energia será fundamental porque o Brasil começa a esgotar o seu potencial. Ele defendeu que o país projete a transição, porque também haverá aumento do custo de energia, o que poderá modificar o cenário. O presidente da EPE rebateu: - No estudo não foi incluída uma ação de conservação de energia. A tendência a uma diversificação da matriz é saudável. Em um horizonte de 2030, outras fontes começam a surgir de forma competitiva. Tolmasquim alertou para a influência do crescimento populacional. Embora com taxas decrescentes, em torno de 0,5% a 1% ao ano, a população deverá crescer, em 25 anos, mais de 53 milhões de habitantes, o equivalente a uma região Nordeste, ou a uma França ou Espanha. Ele disse que o crescimento vegetativo representa um aumento da demanda de energia. O consumo residencial de energia elétrica, em 2004, representava 22,6%. Ao fim do período, em 2030, a sua participação vai subir para 28%. O consumo residencial era de 78,5 Tera Watt/hora (TWh) no ano passado e vai subir para 314,7 TWh em 2030. O consumo por domicílio era de 140 quilowatts/hora (kWh) por mês em 2004, por causa do racionamento. Somente a partir de 2013 a demanda ficará acima do nível do pré-racionamento. Em 2000, o consumo era de 173 kWh/mês.

Mais Sobre Política - Nacional

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO) defendeu nesta quinta-feira (2) as medidas que estão sendo aprovadas pela Câmara e pelo Senado no

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

O deputado federal Lucio Mosquini é o relator revisor da MP 924/2020, conhecida como MP do Enfrentamento do coronavírus. O Senador Eduardo Gomes també

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Rede Brasil Atual - Deputados da oposição anunciaram hoje (5) que vão apresentar denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Edu