Porto Velho (RO) segunda-feira, 19 de novembro de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Consultor diz que internet é mais importante que telefone para o Brasil


Mônica Tavares - Agência O GloboBRASÍLIA - O consultor legislativo da Câmara Vilson Vedana afirmou que será necessário montar um plano nacional de banda larga (alta velocidade) para internet. Ele disse que a internet é mais importante que o telefone para o páis. Segundo o consultor, esse plano deve ter duas partes: a primeria para quem pode pagar, com o objetivo de criar condições para que haja concorrência, reduzindo os preços no país. Ele citou como exemplo o custo da banda larga na frança, que é de 10 euros por mês (cerca de R$ 27). A outra parte do plano deve ser destinada a quem não pode pagar, com uma oferta universal da banda larga. Ele destacou que até hoje não existe universalização de nenhum serviço de telecomunicações do país.Segundo ele, 15 milhões de domicílios, ou 28% do total, não têm telefone de nenhum tipo. Para ele, onde não houver viabilidade comercial do serviço de banda larga, devem ser concedidos subsídios. Vedana apresentou no final da manhã desta terça-feira sua palestra no seminário, que está sendo realizado pela Câmara dos Deputados, com o título "Internet para todos, uma estratégia focada nos municípios".

Mais Sobre Política - Nacional

O registro de plantas e flores ornamentais será debatido no Senado

O registro de plantas e flores ornamentais será debatido no Senado

Pelo projeto, o produtor que desenvolver uma nova cor de orquídea pode ser liberado da inscrever o produto no RNCA Comissão de Agricultura e Reforma A

 JUSTIÇA SUÍÇA APONTA R$ 43,2 MILHÕES EM FINANCIAMENTO ILEGAL DE SERRA

JUSTIÇA SUÍÇA APONTA R$ 43,2 MILHÕES EM FINANCIAMENTO ILEGAL DE SERRA

Dinheiro para financiar a campanha presidencial do PSDB

Jair Bolsonaro diz que programa Mais Médicos não será suspenso

Jair Bolsonaro diz que programa Mais Médicos não será suspenso

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, disse ontem (14) que manterá o programa Mais Médicos e vai substituir os cerca de 8.500 profissionais cubanos p