Porto Velho (RO) sexta-feira, 17 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Conselho de Ética pode abrir processos ainda esta semana


Evandro Eboli - AGência O GloboBRASÍLIA - O presidente da Câmara, Aldo Rebelo, decidiu encaminhar ainda nesta terça-feira ao Conselho de Ética representação do PV contra os 69 deputados citados no relatório preliminar da CPI dos Sanguessugas. Com isso, o presidente do Conselho, deputado Ricardo Izar (PTB-SP), pode abrir os processos a qualquer momento. Aldo Rebelo disse que caberá ao Conselho decidir se, na forma como foi feita, a representação do PV procede ou não e se deve ser desmembrada. A expectativa é que sejam abertos 69 processos individuais de cassação.A decisão de Aldo Rebelo se baseou em outra de 1993, quando o então deputado José Dirceu (PT-SP) denunciou três parlamentares no plenário e a Mesa Diretora da Câmara encaminhou a representação coletiva ao Conselho. A decisão de Aldo pode levar alguns parlamentares a apresentarem pedido de renúncia para não correrem o risco de perder os direitos políticos.

Mais Sobre Política - Nacional

 Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

O desembargador do TRF-4 Rogério Fraveto, que em 8 de julho determinou a soltura do ex-presidente Lula, decisão que não foi cumprida, disse, em sua de

Grupo Abril pede recuperação judicial

Grupo Abril pede recuperação judicial

O grupo Abril entrou com um pedido recuperação judicial nesta quarta-feira (15); plano de recuperação judicial será mostrado aos credores em até 60 di

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Está revogada a decisão do Carf que havia livrado o banco de pagamento de multa de R$ 26 bilhões por sonegação de impostos; é a maior da história...

Bancários se manifestam em Brasília em defesa de bancos públicos

Bancários se manifestam em Brasília em defesa de bancos públicos

Bancários protestam contra as resoluções da Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da Uni