Porto Velho (RO) sábado, 18 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Comitê para orientar políticas de biocombustíveis


Agência O GloboRIO - O ex-ministro da Agricultura Roberto Rodrigues defendeu a criação de um comitê executivo, vinculado à Presidência da República, somente para tratar do setor de biocombustíveis. Segundo Rodrigues, que é produtor rural e professor da FGV, o Brasil precisa ter um órgão que defina junto com o setor privado as políticas para a área, como a quantidade da produção e os mercados a serem atendidos. Ressaltou ainda a importância de um zoneamento agrícola de cana-de-açúcar (matéria-prima do etanol) para orientar as políticas, incluindo a de financiamento da produção." Temos a chave para mudar a civilização através de uma energia limpa, justa e com distribuição de renda " , disse Rodrigues. Para ele, o desenvolvimento do plantio de cana pode ser um vetor de redução da desigualdade, em um modelo no qual o usineiro ficaria apenas com a usina e as terras seriam dos pequenos produtores rurais. Para lidar com os problemas ambientais ligados à atividade, como as queimadas, o ex-ministro sugere a implementação de certificações de qualidade e de preservação do meio ambiente para as usinas em operação.Rodrigues acredita que a área plantada com cana, atualmente de 6 milhões de hectares, possa passar para 28 milhões de hectares com a utilizando de terras degradadas por pastagens. Ele descartou a possibilidade de a expansão do plantio da cana causar uma inflação nos alimentos por conta de uma eventual redução na oferta de produtos. Isso porque, diz Rodrigues, ainda sobrarão 68 milhões de hectares que hoje servem como pastagem e que podem ser utilizados para agricultura - mas onde a cana não pode ser plantada. " O álcool não compete com comida " , resumiu.Rodrigues participou de um seminário sobre a agroenergia e os impactos sobre os ecossistemas brasileiros, no BNDES.(Ana Paula Grabois | Valor Online)

Mais Sobre Política - Nacional

Do Pato Donald ao caos financeiro, Abril fecha revistas, demite 800 e entra em decadência

Do Pato Donald ao caos financeiro, Abril fecha revistas, demite 800 e entra em decadência

BLOG NOCAUTECom informações do Poder 360A Editora Abril, que já foi a maior do Brasil, acumulou dívidas de cerca de R$ 1,6 bilhão. Só na semana passad

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

O jornalista e escritor Palmério Dória denuncia em seu Twitter o cinismo escancarado do Grupo Globo em omitir o que ele chama de 'engenharia do caos';

 Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

O desembargador do TRF-4 Rogério Fraveto, que em 8 de julho determinou a soltura do ex-presidente Lula, decisão que não foi cumprida, disse, em sua de

Grupo Abril pede recuperação judicial

Grupo Abril pede recuperação judicial

O grupo Abril entrou com um pedido recuperação judicial nesta quarta-feira (15); plano de recuperação judicial será mostrado aos credores em até 60 di