Domingo, 14 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Política - Nacional

CNT/Sensus: Alckmin perde 7,5 pontos, Lula e Heloisa sobem


Adriana Vasconcelos - Agência O Globo BRASÍLIA - Pesquisa CNT/Sensus, divulgada nesta terça-feira, mostra que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva seria reeleito no primeiro turno. De acordo com a pesquisa, o candidato tucano, Geraldo Alckmin, perdeu 7,5 pontos percentuais desde o último levantamento, realizado em julho. No voto estimulado, aquele em que o entrevistador menciona os nomes dos candidatos, Alckmin caiu de 27,2% para 19,7% em agosto. Já as intenções de voto do presidente Lula subiram de 44,1% para 47,9% no mesmo período. A senadora Heloisa Helena, do PSOL, que tinha 5,4% das intenções de voto em julho, tem agora 9,3%. Indecisos, brancos e nulos somam em agosto 20,9%, contra 20% em julho. O cientista político Ricardo Guedes, do Instituto Sensus, apresentou três hipóteses para a queda de Alckmin. A primeira é a perspectiva de que o tucano não vai ganhar a eleição, o que estaria levando o eleitorado a transferir o voto para a Heloisa Helena. Segundo Guedes, Alckmin também não estaria sendo eficiente em sua exposição na mídia. Em terceiro, ele cita a segunda onda de ataques da principal facção criminosa de São Paulo em julho, o que teria tirado votos do ex-governador paulista. Na pesquisa de voto espontâneo, somente Heloisa Helena apresentou crescimento. A senadora, que tinha 1,4% das intenções de voto em julho, agora aparece com 4,6%. O presidente Lula, que tinha 33,5%, caiu para 32,3%, enquanto o tucano Geraldo Alckmin, que estavam com 12,6%, aparece com 10,1% em agosto. Todos os outros candidatos somaram 1% em agosto, contra 1,6% na pesquisa de julho. Indecisos, brancos e nulos têm agora 52,0%, contra 50,9% em julho. Na simulação de um possível segundo turno, a pesquisa mostra que cresceu a vantagem do presidente Lula sobre o tucano Geraldo Alckmin. Se a eleição fosse hoje, Lula teria 52,5% dos votos no segundo turno, contra 48,6% da pesquisa de julho. Já o tucano ficaria com 29,8%, contra 35,8% de julho. De acordo com a pesquisa, Alckmin caiu na preferência do eleitorado em todas as regiões, enquanto o presidente Lula aumentou sua vantagem. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número 12.310 e ouviu dois mil eleitores em 195 municípios entre os dias 1º e 4 de agosto.

Gente de OpiniãoDomingo, 14 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

O Supremo Tribunal Federal (STF) formou nesta sexta-feira (25) maioria de votos para determinar que a Câmara dos Deputados faça a redistribuição do

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

O Sindicato Nacional dos Servidores das Agências Nacionais de Regulação (SInagências) conseguiu uma solução direta do governo após intensa articulaç

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Reservas foi instaurada em Rondônia para investigar possíveis irregularidades nos processos de criação

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Na tarde dessa segunda-feira (06), o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (SECOM), Paulo Pimenta, esteve r

Gente de Opinião Domingo, 14 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)