Porto Velho (RO) quarta-feira, 15 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

CNT/Sensus: Alckmin cai ainda mais no Nordeste


Ilimar Franco - Agência O GloboBRASÍLIA - O candidato do PSDB à Presidência da República, Geraldo Alckmin, continua caindo no Nordeste, de acordo com pesquisa CNT/Sensus divulgada nesta terça-feira. Na pesquisa realizada de 4 a 7 de julho, o tucano tinha 15,8% das intenções de voto na região, que detém cerca de 25% dos votos do país. Na pesquisa realizada de 1º a 4 de agosto, Alckmin aparecia com 11%. Agora ele tem 9,6%. Enquanto isso, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva lidera as intenções de voto em todas as regiões, com destaque para seu desempenho no Nordeste, onde tem 71,4%.No Sudeste, na pesquisa realizada de 22 a 25 de agosto, Lula tem o dobro do tucano: 44,4% contra 22,7%. Na região Sul o placar é 34,8% contra 26,4% em favor do petista e nas regiões Norte e Centro-Oeste Lula tem 49,8% e Alckmin, 23,2%.

Mais Sobre Política - Nacional

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Está revogada a decisão do Carf que havia livrado o banco de pagamento de multa de R$ 26 bilhões por sonegação de impostos; é a maior da história...

Bancários se manifestam em Brasília em defesa de bancos públicos

Bancários se manifestam em Brasília em defesa de bancos públicos

Bancários protestam contra as resoluções da Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da Uni

Trabalhadores de todas as idades já podem sacar cotas do Pis/Pasep

Trabalhadores de todas as idades já podem sacar cotas do Pis/Pasep

Trabalhadores de todas as idades que tiverem direito a cotas dos fundos dos programas de Integração Social (PIS) e de Formação do Patrimônio do Servid

Herança de Temer continua em 'construção': 79,5 mil moradias populares são canceladas

Herança de Temer continua em 'construção': 79,5 mil moradias populares são canceladas

Em reunião ocorrida no Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), em Brasília (DF), lideranças dos movimentos populares foram informadas q