Porto Velho (RO) quinta-feira, 17 de janeiro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

CNBB e movimentos sociais pedem plebiscito para anular venda da Vale


Plínio Teodoro - Agência O GloboSÃO PAULO - A Confedereção Nacional dos Bispos do Brasil, igrejas cristãs e movimentos sociais que participaram da IV Semana Social Brasileira divulgaram, na tarde deste domingo, um documento em que solicitam a realização de um plebiscito popular para decidir sobre a anulação ou não da privatização da Companhia Vale do Rio Doce, que foi vendida no governo de Fernando Henrique Cardoso. No sábado, Luiz Dulci, ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, se reuniu com os participantes para discutir temas relacionados à organização das forças sociais e precarização do trabalho.O evento reuniu cerca de 220 representantes de pastorais, igrejas cristãs e movimentos sociais desde a última sexta-feira em Brasília. O seminário, promovido pela CNBB, se propôs a ser um grande mutirão para articular as forças vivas da nação. Além do plebiscito para anular a venda da Vale, os participantes também decidiram apoiar as campanhas para realização de uma auditoria da dívida pública, a redução das tarifas de energia elétrica e a regulamentação de terras para a realização da reforma agrária.

Mais Sobre Política - Nacional

HASTA LA VISTA, BAMBINO

HASTA LA VISTA, BAMBINO

Césare Battisti buscou a proteção de Evo Morales, seu aliado de esquerda.

Jair Bolsanaro assina decreto e  pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

Jair Bolsanaro assina decreto e pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

A partir do decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro hoje (15), no Palácio do Planalto, cidadãos brasileiros com mais de 25 anos poderão compra

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

São casos exemplares que demonstram comportamentos opostos dos governos

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

O governo federal vai fazer uma auditoria em 2 milhões de benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que têm indícios de irregul