Porto Velho (RO) sexta-feira, 18 de janeiro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

CNBB diz que reajuste aumenta fosso entre o Parlamento e o povo


Agência O Globo BRASÍLIA - Em nota divulgada no início da noite desta sexta-feira, o presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Geraldo Majella Agnelo, diz que o reajuste de 92,6% concedido aos parlamentares aumenta a distância entre os legisladores e o povo. Segundo a nota, um aumento dessa magnitude, que eleva o salário para R$ 24.500, mostra que os parlamentares cuidam mais de seus interesses particulares do que da população."Esta decisão dos membros do Parlamento leva a crescer o fosso entre os legisladores e o povo. Acontece que eles foram eleitos pelo povo para o poder-serviço. Um salário de R$ 24.500, diante do salário mínimo de apenas R$ 350, sinaliza mais interesses particulares do que a defesa da justiça ou gesto de partilha em solidariedade à população empobrecida. O que devemos fazer hoje?", indaga a CNBB.Na nota, a CNBB diz ainda que o aumento do salário dos parlamentares obriga todos a se empenharem ainda para realizar uma urgente reforma política."Precisamos de instrumentos legais para inibir decisões como esta que obscurecem a dignidade da política. Pedimos neste Natal a luz de Cristo para o nosso país, para a nossa democracia", diz a nota.

Mais Sobre Política - Nacional

HASTA LA VISTA, BAMBINO

HASTA LA VISTA, BAMBINO

Césare Battisti buscou a proteção de Evo Morales, seu aliado de esquerda.

Jair Bolsanaro assina decreto e  pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

Jair Bolsanaro assina decreto e pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

A partir do decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro hoje (15), no Palácio do Planalto, cidadãos brasileiros com mais de 25 anos poderão compra

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

São casos exemplares que demonstram comportamentos opostos dos governos

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

O governo federal vai fazer uma auditoria em 2 milhões de benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que têm indícios de irregul