Porto Velho (RO) sábado, 21 de julho de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Ciro: STF, que se calou no golpe, é o poder que mais tem faltado à República


247 - O ex-ministro e pré-candidato à Presidência da República Ciro Gomes fez uma dura crítica ao Supremo Tribunal Federal nesta quarta-feira 9, durante entrevista ao programa Pânico, da Jovem Pan.

A crítica foi feita quando Ciro comentava o impeachment de Dilma Rousseff, para ele um golpe parlamentar, e tentava explicar por que o Supremo chancelou a decisão do afastamento da presidente eleita.

"O impeachment é um processo jurídico político. O julgamento é político, mas a base de fato tem que ser jurídica", lembrou Ciro. Ele criticou o governo Dilma e reconheceu que ela praticou pedaladas fiscais, mas que isso não configurava crime de responsabilidade e não justificava sua queda.

"Juridicamente, há que se ter cometido um crime de responsabilidade dolosamente, ou seja, conscientemente e porque quis fazer. No caso da pedalada fiscal, não passa na cabeça de ninguém que seja crime de responsabilidade, porque não é. É errado? É errado. Mas não houve o elemento dolo", explicou.

Questionado por Carioca, um dos entrevistados, por que então o STF chancelou a decisão, Ciro lembrou da noite de 2 de abril de 1964, quando se deu o golpe militar no Brasil, e sobre o qual o Supremo também se calou.

"O presidente do Senado na época disse que João Goulart estava fora do País. Mentira. O presidente da Câmara então tomou posse, convocou eleições indiretas, que elegeu o marechal Humberto de Alencar Castello Branco presidente da República", contou Ciro.

"Você acha que isso foi tudo legal? Não foi um golpe? Isso é a noite de 64. Supremo Tribunal Federal demandado, até hoje calado. E o Ruy Barbosa dizia, e contemporaneamente repito, é o poder que mais tem faltado à República", concluiu.

Assista ao trecho da entrevista no vídeo acima.

Mais Sobre Política - Nacional

MST protesta em frente ao STF contra privilégios do Judiciário

MST protesta em frente ao STF contra privilégios do Judiciário

Ação foi feita pelo Grupo de Agitação e Propaganda do movimento e também denunciou prisão política de Lula

CNJ intima Favreto, Gebran e Moro sobre HC de Lula

CNJ intima Favreto, Gebran e Moro sobre HC de Lula

O ministro corregedor do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), João Otávio de Noronha, intimou os desembargadores Rogério Favreto e João Pedro Gebran Ne

Vice-presidente do STJ nega liberdade a Lula

Vice-presidente do STJ nega liberdade a Lula

Ministro Humberto Martins negou nesta quarta-feira 18 um habeas corpus impetrado por um cidadão em favor do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva; e

Secretários Executivos dos regionais da CNBB se encontram em Porto Velho(RO)

Secretários Executivos dos regionais da CNBB se encontram em Porto Velho(RO)

Secretários Executivos dos 18 regionais da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) participam em Porto Velho (RO) do encontro que reúne os ar