Terça-feira, 23 de julho de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Chuvas deixam pelos menos 47 mortos no Sudeste e Seca atinge seis estados do Nordeste


Agência O Globo RIO e BELO HORIZONTE - Desde o início da última semana, as chuvas já deixaram 47 mortos no Sudeste. Só no Rio de Janeiro foram 26 vítimas fatais. Em Minas Gerais, os temporais levaram 61 municípios a decretar situação de emergência e em São Paulo, três pessoas morreram. A Secretaria Nacional da Defesa Civil anunciou nesta sexta-feira que dispõe de R$ 57 milhões para atendimento aos atingidos pelas chuvas, e a previsão é de que nenhum município fique sem receber os recursos para socorro às vítimas, com distribuição de colchões, alimentos e remédios. Os recursos, segundo o secretário Jorge Pimentel, são parte da verba de R$ 120 milhões liberada em dezembro. Em Minas Gerais, nos primeiros cinco dias de janeiro, choveu cerca de 20% da previsão para todo o mês. Em Cordislândia, uma fábrica perdeu seis mil litros de leite. O rio Sapucaí subiu quatro metros e transbordou. Desde outubro do ano passado, início do período chuvoso, em outubro, 18 pessoas morreram e mais de 80 ficaram feridas, vítimas de acidentes causados pelas chuvas. O governador de Minas, Aécio Neves, defende a criação de uma Coordenadoria Regional de Defesa Civil. A coordenadoria atuaria na prevenção de catástrofes ambientais que possam afetar mais de um estado da região e deverá estabelecer ainda planejamentos preventivos conjuntos, de forma a antecipar desastres e prejuízos humanos e materiais. No Rio, a chuva que atinge o estado desde terça-feira, já deixou 2.084 desabrigados e 12.430 desalojados, segundo a Defesa Civil. Cento e trinta técnicos do órgão e 500 bombeiros trabalham no auxílio às vítimas das chuvas. A área mais atingida é a Região Serrana. Em São Paulo, a Defesa Civil está em estado de alerta por causa da previsão de novos temporais neste final de semana. Um levantamento feito pelo órgão mostrou que cerca de 57,5 mil pessoas vivem nas 223 áreas de risco no município. Três pessoas já morreram no estado. A zona norte é a mais atingida até agora. Nos últimos dias, choveu 45 milímetros na região. No Centro-Oeste, as chuvas dos últimos dias castigaram as estradas. As redes coletoras de águas pluvias num trecho da rodovia BR-070, entre Brasília (DF) e Águas Lindas (GO) foram afetadas. A rodovias estão em obras, e os reparos estão sendo coordenados pelo Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (Dnit). Sudeste terá mais chuva forte no fim de semana, alerta meteorologista As chuvas na região Sudeste devem continuar neste fim de semana e durante boa parte do mês de janeiro, segundo o meteorologista Marcos Barbosa Sanches, do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTec) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). As chuvas mais críticas, neste sábado e no domingo, segundo Sanches, vão ocorrer em São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro: - Já no início da próxima semana, devem se movimentar mais para a região do Espírito Santo e norte de Minas Gerais. Segundo o Inpes, os temporais no Sudeste têm sido provocados por um fenômeno chamado Zona de Convergência do Atlântico Sul. É uma faixa de nuvens carregadas que se estende desde a Amazônia e que encontrou áreas de instabilidade e muito calor sobre os estados do Rio, São Paulo e Minas. - Essa instabilidade se comporta como uma frente fria parada, estacionada, que deixa o tempo continuamente nublado e com chuvas ao longo do dia - explicou Marcelo Seluchi, também do Inpe. Mais informações sobre o tempo no site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Seca castiga o Nordeste Enquanto a chuva castiga o Sudeste, seis estados nordestinos enfrentam a seca. No Piauí, 76 municípios já decretaram situação de emergência. Segundo a Federação dos Trabalhadores em Agricultura do Estado, a seca na região do Semi-árido pode comprometer 90% da safra. No sertão do Ceará, 55 cidades dependem dos carros-pipa, mas eles estão parados desde o início do ano. - Acho que as últimas reservas durarão, no máximo, até esta semana. Sete mil e quinhentas pessoas sendo abastecidas única e exclusivamente por carros-pipa, então a gente se encontra num momento que a tensão social tende a crescer no município por conta dessa falta d´água - diz o representante da Defesa Civil Fernando Pontes.

Gente de OpiniãoTerça-feira, 23 de julho de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

O Supremo Tribunal Federal (STF) formou nesta sexta-feira (25) maioria de votos para determinar que a Câmara dos Deputados faça a redistribuição do

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

O Sindicato Nacional dos Servidores das Agências Nacionais de Regulação (SInagências) conseguiu uma solução direta do governo após intensa articulaç

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Reservas foi instaurada em Rondônia para investigar possíveis irregularidades nos processos de criação

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Na tarde dessa segunda-feira (06), o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (SECOM), Paulo Pimenta, esteve r

Gente de Opinião Terça-feira, 23 de julho de 2024 | Porto Velho (RO)