Porto Velho (RO) sexta-feira, 17 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Chinaglia admite candidatura à presidência da Câmara se houver acordo


Cristiane Jungblut - Agência O GloboBRASÍLIA - O líder do governo na Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), admitiu nesta terça-feira a possibilidade de concorrer à presidência da Câmara. Em rápida entrevista nos corredores da Casa, ele disse que a possibilidade de vir a disputar o cargo existe, mas que isso dependeria da bancada do PT e de negociações com os partidos que apóiam o governo.O líder disse ainda que não fará nada que prejudique a liderança do governo e deixou claro que não existe recuo do PT, já que o partido nunca lançou um candidato e, por isso, nao poderia retirar uma candidatura inexistente.- É um processo longo de amadurecimento aqui na Câmara dos Deputados. Existe a possibilidade de eu vir a ser candidato, mas é claro que sou dependente da bancada e dos partidos que apóiam o governo. Ninguém vira presidente da Câmara só porque quer ou só porque o partido quer. É preciso ter amplo apoio na Câmara. Estamos avaliando - disse Chinaglia.

Mais Sobre Política - Nacional

 Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

O desembargador do TRF-4 Rogério Fraveto, que em 8 de julho determinou a soltura do ex-presidente Lula, decisão que não foi cumprida, disse, em sua de

Grupo Abril pede recuperação judicial

Grupo Abril pede recuperação judicial

O grupo Abril entrou com um pedido recuperação judicial nesta quarta-feira (15); plano de recuperação judicial será mostrado aos credores em até 60 di

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Está revogada a decisão do Carf que havia livrado o banco de pagamento de multa de R$ 26 bilhões por sonegação de impostos; é a maior da história...

Bancários se manifestam em Brasília em defesa de bancos públicos

Bancários se manifestam em Brasília em defesa de bancos públicos

Bancários protestam contra as resoluções da Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da Uni