Porto Velho (RO) quarta-feira, 16 de janeiro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

CGU encontra irregularidades em RO. e mais 11 estados fiscalizados


Agência O GloboBRASÍLIA - A Controladoria-Geral da União (CGU) informou nesta terça-feira que encontrou irregularidades na aplicação dos recursos repassados pelo governo federal nos 12 estados sorteados para a auditoria deste ano. A fiscalização envolveu recursos de R$ 3,6 bilhões aplicados em programas nas áreas de agricultura, desenvolvimento agrário, assistência social, saúde e transporte.Foram analisados os recursos repassados aos estados do Acre, Amazonas, Pará, Rondônia, Alagoas, Bahia, Maranhão, Paraíba, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Santa Catarina. As principais irregularidades são falta de recibo para justificar gastos, dispensa de licitação, superfaturamento na compra de medicamentos e de materiais de informática.No Rio de Janeiro, a CCU considerou indevida a dispensa de licitação pela Secretaria Estadual de Agricultura para aquisição de 33 veículos, que foram comprados em duas etapas. Em ambas, a secretaria alegou inviabilidade de competição em função da padronização da frota, sendo que, no processo, consta a informação de que chegou a haver pesquisa de preço em três empresas.No Pará, a equipe de fiscalização da Controladoria questionou a Secretaria Estadual de Saúde sobre a restrição do caráter competitivo de uma licitação para a compra de 41 medicamentos excepcionais, por R$ 14 milhões. Em relação a dois medicamentos, a variação de preço ultrapassou 450%. Ao todo, o prejuízo aos cofres públicos pode ter chegado a R$ 3,6 milhões.Na Bahia, foi constatado que não houve comprovação de despesas no valor de R$ 751 mil, repassados, em 2002, pela Secretaria do Trabalho, Assistência Social e Esporte, por meio de convênio, a uma organização não-governamental. Já no Maranhão, os auditores verificaram que o governo estadual deixou de comprovar o aporte de contrapartida em pelo menos dois programas do governo federal.Na Paraíba, a Secretaria Estadual de Saúde adquiriu medicamentos excepcionais por preços acima dos praticados no mercado. O prejuízo aos cofres públicos, entre janeiro de 2004 e outubro de 2005, teriam chegado a R$ 2,9 milhões. No Acre, foram alugados 20 aparelhos de GPS por R$ 44 mil, sendo que eles poderiam ter sido comprados por R$ 19 mil.

Mais Sobre Política - Nacional

Jair Bolsanaro assina decreto e  pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

Jair Bolsanaro assina decreto e pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

A partir do decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro hoje (15), no Palácio do Planalto, cidadãos brasileiros com mais de 25 anos poderão compra

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

São casos exemplares que demonstram comportamentos opostos dos governos

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

O governo federal vai fazer uma auditoria em 2 milhões de benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que têm indícios de irregul

Jair Bolsonaro confirma revogação da adesão ao Pacto Global para Migração

Jair Bolsonaro confirma revogação da adesão ao Pacto Global para Migração

O presidente Jair Bolsonaro confirmou a revogação da adesão do Brasil ao Pacto Global para Migração Segura, Ordenada e Regular. Na sua conta no Twitte