Porto Velho (RO) segunda-feira, 26 de outubro de 2020
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Censo eletrônico vai acompanhar o rendimento do aluno


Agência O Globo BRASÍLIA - O ministro da Educação, Fernando Haddad, disse nesta segunda-feira, no Encontro Nacional Fluxo e Freqüência Escolar, em Brasília, que o novo Censo Escolar vai permitir um acompanhamento mais detalhado do aluno na escola. Lançado este ano, o censo respondido eletronicamente vai apresentar informações desconhecidas anteriormente. - Vamos ter um cadastro geral dos estudantes do país, nome por nome, com o nome da mãe e data de nascimento para que nós possamos fazer um acompanhamento individualizado do aluno - declarou. Segundo o ministro, o censoweb vai possibilitar uma análise precisa do rendimento escolar de cada criança. - Vamos saber se ela está sendo promovida ou retida no aprendizado, se está freqüentando ou não a escola e por qual motivo, quais as dificuldades que ela tem - explica. Haddad lembrou que o novo sistema vai permitir um controle conciso da freqüência do aluno, uma das condicionalidades para o recebimento da Bolsa-Família. Segundo o ministro do Desenvolvimento Social, Patrus Ananias, a expectativa é que o censoweb verifique a presença dos alunos em todas as escolas do país, já que atualmente a freqüência só é verificada em 90% das instituições. - Nós queremos atingir 100% das escolas e, para isso, estamos construindo no Brasil uma estrada nova, das políticas sociais - disse. Entre agosto e setembro de 2006, o sistema registrou informações de 11,4 milhões de alunos de famílias beneficiárias do Bolsa Família. Os dados representam 70% do total de 16,2 milhões crianças e adolescentes. Filhos de beneficiários, com idade entre 6 e 15 anos, precisam freqüentar pelo menos 85% das aulas, além de fazer o acompanhamento em saúde. Para agilizar o acompanhamento da presença às aulas, o novo censo descentralizou o processo de registro de dados, que agora pode ser feito nas escolas. Para acessar o sistema, o secretário municipal de educação deverá preencher uma ficha cadastral, encaminhada pelo MEC, indicando a pessoa que será o operador municipal master, responsável pelo sistema de acompanhamento da freqüência na cidade. Se a escola identificar um aluno que não está na série ou na escola indicadas, será possível entrar no sistema e fazer as correções em tempo real. Ao final do período de acompanhamento da freqüência escolar, as alterações irão para o cadastro único, contribuindo na atualização dos dados dos beneficiários do Bolsa-Família. Além disso, o operador do sistema poderá acionar o conselho tutelar local para buscar as famílias não localizadas e regularizar cada situação.

Mais Sobre Política - Nacional

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO) defendeu nesta quinta-feira (2) as medidas que estão sendo aprovadas pela Câmara e pelo Senado no

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

O deputado federal Lucio Mosquini é o relator revisor da MP 924/2020, conhecida como MP do Enfrentamento do coronavírus. O Senador Eduardo Gomes també

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Rede Brasil Atual - Deputados da oposição anunciaram hoje (5) que vão apresentar denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Edu