Porto Velho (RO) terça-feira, 15 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Cautelosos, petistas não cobram cargos nem a saída de Meirelles


Gerson Camarotti - Agência O GloboBRASÍLIA - Ao sair da reunião do conselho político do PT com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o presidente do partido, Marco Aurélio Garcia, disse que a reunião foi produtiva e não discutiu a distribuição de cargos no segundo governo. Ainda segundo ele, Lula disse que a reforma ministerial ficará para a segunda quinzena de janeiro- Não discutimos questões de varejo, discutimos o atacado. Não queremos apenas a continuidade do governo atual, mas aprofundar o caminho de um desenvolvimento mais forte - disse Marco Aurélio.Os petistas foram cautelosos na reunião desta quarta-feira e não pressionaram Lula por espaço no governo nem pediram a saída do presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, como vinham demonstrando. O líder do partido na Câmara, Henrique Fontana (RS), disse que quem dirige a política econômica é o presidente Lula, mas afirmou que o PT trabalha para criar condições de o governo ser mais ousado na condução da economia.

Mais Sobre Política - Nacional

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

 Há pelo menos seis anos, setores do governo brasileiro estudam construir quatro grandes hidrelétricas, duas delas na Região Norte, uma delas em Rondô

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira o PL 2438/19 de autoria da deputada Mariana Carvalho (RO) e do deputado Rafael Motta que