Porto Velho (RO) segunda-feira, 24 de fevereiro de 2020
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Caixa ultrapassa os R$ 11 bilhões em financiamentos


Luciana Casemiro - Agência O Globo RIO - De janeiro até agora, foram aplicados R$ 11,4 bilhões em financiamentos habitacionais - o maior recorde da Caixa Econômica Federal dos últimos tempos -, volume 96% superior ao aplicado em igual período de 2005. Recursos que já beneficiaram 517 mil famílias (75% de baixa renda), o que representa novas ou melhores moradias para mais de 2 milhões de brasileiros. A expectativa da Caixa é chegar a R$ 14 bilhões aplicados em habitação até o final do ano. Apenas com recursos do FGTS foram R$ 6,3 bilhões - R$ 1,6 bilhão de subsídios -, que financiaram 315 mil unidades, das quais 86% para famílias com renda mensal de até cinco salários mínimos (faixa onde estão concentrados 92% do déficit habitacional de 7,2 milhões). No caso das famílias com renda de até três mínimos, o percentual de atendimento subiu dos 23%, em 2003, para 60%, em 2006. Em recursos próprios, a Caixa já investiu R$ 3,1 bilhões, um volume 100% maior que todo o realizado no ano passado.

Mais Sobre Política - Nacional

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Rede Brasil Atual - Deputados da oposição anunciaram hoje (5) que vão apresentar denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Edu

Jair Bolsonaro envia projeto que regulamenta exploração de terras indígenas

Jair Bolsonaro envia projeto que regulamenta exploração de terras indígenas

O presidente Jair Bolsonaro apresentou nesta quarta-feira (5) um projeto de lei (PL) para regulamentar a exploração de atividades econômicas em terras

Carta aberta ao Congresso Nacional pelas aprovações da PEC nº 108 de 2019ª

Carta aberta ao Congresso Nacional pelas aprovações da PEC nº 108 de 2019ª

Nos últimos anos voltou à tona a discussão sobre o excesso de regulamentação profissional no Brasil, numa   verdadeira afronta ao disposto no art. 5º,