Porto Velho (RO) quarta-feira, 23 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Busato espera que Câmara não repita “anomalia” Severino


 

O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Roberto Busato, disse nesta segunda-feira esperar que a disputa pelo comando da Câmara dos Deputados não repita o que chamou de "anomalia" ocorrida em 2005, com a eleição do ex-deputado Severino Cavalcanti (PP-PE) para a Presidência da Casa. Busato afirmou que a disputa "é preocupante porque, nas últimas eleições, a Câmara viveu uma situação trágica".

Na opinião do presidente da OAB, as eleições na Câmara devem ter como objetivo principal melhorar a qualidade do Legislativo brasileiro e não se reverter em vantagens para os próximos parlamentares. "Esperamos uma disputa que pense na instituição para não repetir uma legislatura tão deplorável quanto a atual", criticou. Ele disse ainda que os candidatos Aldo Rebelo (PC do B-SP) e Arlindo Chinaglia (PT-SP) não devem priorizar nas campanhas para o comando da Casa as negociações para o reajuste salarial dos deputados.

O presidente da OAB reiterou as críticas sobre a possibilidade de os parlamentes elevarem seus próprios subsídios para R$ 24.500 --o que vem sendo negociado nos bastidores por aliados de Chinaglia. "Eles só recuaram por causa do clamor popular. E se o clamor não vier, isso se fará."

Reforma política

Busato disse que uma das prioridades do Congresso na próxima legislatura deve ser a aprovação da reforma política, discutida conjuntamente entre governo e OAB. Na opinião do presidente da OAB, a reforma deve ser discutida e votada no início da legislatura para evitar que a disputa eleitoral nos municípios atrapalhe a votação da matéria. "O clima tem que ser agora. Se não votarmos nos primeiros seis meses, vamos estar contaminados pelo calendário político-eleitoral."

Fonte: OAB

Mais Sobre Política - Nacional

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

 Há pelo menos seis anos, setores do governo brasileiro estudam construir quatro grandes hidrelétricas, duas delas na Região Norte, uma delas em Rondô

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira o PL 2438/19 de autoria da deputada Mariana Carvalho (RO) e do deputado Rafael Motta que