Segunda-feira, 26 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Brasil

Governo exclui EBC, Correios, Serpro e outras estatais de privatização

Decreto de Lula foi publicado no Diário Oficial da União


Foto: Antonio Cruz - Gente de Opinião
Foto: Antonio Cruz

Prestes a completar 100 dias de gestão, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva determinou a retirada de 10 empresas públicas federais de programas de privatização. O decreto foi publicado em edição extra do Diário Oficial da União desta quinta-feira (6), e inclui estatais como os Correios, a Empresa Brasil de Comunicação (EBC), a Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência (Dataprev) e o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro).

A retirada dessas empresas de programas de desestatização era uma promessa de campanha do presidente e já estava prevista no relatório da equipe de transição para os primeiros meses de governo. As estatais foram retiradas definitivamente do Programa Nacional de Desestatização (PND) e e também do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI) do governo, este último uma etapa prévia que qualifica a modelagem de privatização da empresas públicas.

Empresas públicas excluídas do PND:

- Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT)

- Empresa Brasil de Comunicação (EBC)

- Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência (Dataprev)

- Nuclebrás Equipamentos Pesados S.A. (Nuclep)

- Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro)

- Agência Brasileira Gestora de Fundos Garantidores e Garantias S.A. (ABGF)

- Centro Nacional de Tecnologia Eletrônica Avançada S.A. (Ceitec)

 

Revogação de qualificação pelo PPI:

- Armazéns e imóveis da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab)

- Empresa Brasileira de Administração de Petróleo e Gás Natural S.A. (PPSA)

- Telecomunicações Brasileiras S.A. (Telebras)

 

Em janeiro, um despacho do presidente já havia determinado estudos para a revisão das privatizações, que agora passam se consolidam na forma de decreto. Algumas estatais, como os Correios, já tinham tido sua privatização aprovada pela Câmara dos Deputados, e ainda aguardava o Senado.

Gente de OpiniãoSegunda-feira, 26 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Em Rondônia, mais de 17,8 mil renegociam na Faixa 1 do Desenrola

Em Rondônia, mais de 17,8 mil renegociam na Faixa 1 do Desenrola

Entre 9 de outubro de 2023 e 18 de fevereiro deste ano, mais de 17,8 mil pessoas em Rondônia formalizaram negociações na Faixa 1 do Desenrola. A dimen

A pedido do Idec, Justiça derruba decisão da Anvisa e indústria é obrigada a se adequar ao selo da lupa

A pedido do Idec, Justiça derruba decisão da Anvisa e indústria é obrigada a se adequar ao selo da lupa

A Justiça Federal de São Paulo concedeu medida liminar na ação civil pública (ACP) apresentada pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (I

Nota de Repúdio do Sindpesp ao desfile da Escola de Samba Vai-Vai

Nota de Repúdio do Sindpesp ao desfile da Escola de Samba Vai-Vai

O Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (Sindpesp) manifesta, veementemente, repúdio ao Grêmio Recreativo Cultural e Social Esco

Três cidades de Rondônia terão provas do Concurso Público Nacional Unificado

Três cidades de Rondônia terão provas do Concurso Público Nacional Unificado

Terminam nesta sexta-feira (9/2) as inscrições para o Concurso Público Nacional Unificado (CPNU) e até agora 1,5 milhão de pessoas já se inscreveram

Gente de Opinião Segunda-feira, 26 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)