Porto Velho (RO) sábado, 16 de outubro de 2021
×
Gente de Opinião

Brasil

Feira Nacional do Camarão 2021 será realizada em novembro na cidade de Natal (RN)


Feira Nacional do Camarão 2021 será realizada em novembro na cidade de Natal (RN) - Gente de Opinião

A Feira Nacional do Camarão - FENACAM’21, na sua 17º edição, se realizará no período de 16 a 19/11/2021, no Centro de Convenções de Natal (RN), cuja Solenidade de Abertura oficial está programada para as 19h do dia 16 de novembro de 2021. 

Os eventos FENACAM, ao longo desses dezessete anos, se constituíram uma vitoriosa realização de eventos técnicos, científicos e empresariais, tendo sempre como característica, superar as edições anteriores e manter a tradição de ser o evento que melhor representa os segmentos da carcinicultura, piscicultura e malacocultura brasileira. 

Nesse contexto, a programação da FENACAM’21 contemplará: XVII Simpósio Internacional de Carcinicultura; XIV Simpósio Internacional de Aquicultura; XVII Festival Gastronômico de Frutos do Mar; XVII Sessões Técnicas e Cientificas – Aquicultura e Carcinicultura e a XVII Feira Internacional de Serviços e Produtos para a Aquicultura. 

Para a realização dos eventos técnicos – científicos e empresariais acima referidos, a FENACAM'21 contará com a participação de renomados palestrantes nacionais e internacionais, que abordarão, os mais variados e atualizados temas sobre as atividades da carcinicultura e da aquicultura, brasileira e mundial, envolvendo:  

(1) Panorama da Produção Mundial de Aquicultura, Carcinicultura, com destaque para as Oportunidades que o Gigantesco Trading Internacional de Frutos do Mar, pode oferecer para o Brasil; 

(2) Avanços Tecnológicos na Maturação, Reprodução e Larvicultura de Camarões e Peixes; 

(3) Atualidades Tecnológicos da Nutrição e da Genética, para a produção de matrizes e alimentos balanceados, com vistas a exploração sustentável de camarões marinhos, peixes e moluscos cultivados; 

(4) As Boas Práticas de Manejo - BPM’s e as Medidas de Biossegurança, como ferramentas indispensáveis para a sustentabilidade das explorações aquícolas, tanto para o camarão marinho, como para as demais espécies aquícolas cultivadas; 

(5) Apresentação Diferenciada, Agregação de Valor e Aspectos Mercadológicos dos produtos aquícolas produzidos no Brasil; 

(6) O Papel das Mídias Digitais, na Promoção, Comercialização e Distribuição de Produtos Aquícolas no Contexto do seu Consumo no Mercado Interno e Mercado Global de Frutos do Mar.

Adicionalmente, serão realizadas Sessões Técnicas, com a apresentação de centenas de trabalhos técnico-científicos, envolvendo as áreas da carcinicultura, piscicultura e aquicultura em geral, tanto na forma oral como de pôsteres, retratando os resultados das mais recentes pesquisas realizadas pela academia brasileira e internacional.

Por outro lado, a realização da XVII Feira Internacional de Equipamentos Produtos e Serviços para Aquicultura, com a participação de Empresas Nacionais e Internacionais, representando os principais segmentos relacionados geradores de tecnologias, produtos, insumos e serviços de apoio à exploração comercial do cultivo de camarões, peixes, moluscos e demais organismos aquáticos, já se consagrou como o maior destaque dos Eventos Fenacam, de forma que o pavilhão reservado para a exposição comercial ocupará uma área de 8.000 m², representados por 225 (Duzentos e vinte e cinco) estandes.               

Complementando toda essa rica e eclética programação de atividades técnicas, científicas, comerciais e empresariais, se disponibilizará aos congressistas, visitantes da FENACAM’21 e à população de Natal, o XVII Festival Gastronômico de Frutos do Mar, que funcionará nos horários do almoço e, desta feita, contando com a participação de restaurantes especializados na culinária potiguar de frutos do mar, com ênfase para o camarão marinho e a tilápia cultivados.              

Para a presente edição, da FENACAM’21, a Associação Brasileira de Criadores de Camarão - ABCC está coordenando um amplo esforço de articulação e mobilização da cadeia produtiva, da academia e dos demais segmentos do setor empresarial ligados ao cultivo de camarões e da aquicultura em geral, no sentido de promover um evento cujos objetivos, abaixo relacionados, contribuirão para a consolidação do seu papel de vanguarda e de marco referencial para a promoção da carcinicultura marinha e da aquicultura, brasileiras e latino-americanas, notadamente, no contexto de: 

(1) Promover os produtos aquícolas procedentes do Brasil, superando os obstáculos e desafios confrontados pela carcinicultura e aquicultura nacionais, cujas demandas, seja para o mercado doméstico ou para o promissor mercado internacional, mostram-se crescentes e insatisfeitas, o que reclama uma maior atenção do Governo e da sociedade organizada, no sentido de criar condições para que a iniciativa privada possa realizar os investimentos necessários nesses estratégicos setores com vistas a manter o abastecimento do mercado brasileiro e retomar as exportações; 

(2) Disponibilizar avançados e atualizados conhecimentos técnicos e comerciais para toda a cadeia produtiva envolvida com a aquicultura brasileira, de forma a atender as expectativas de todos que colaboraram para a promoção desse estratégico evento; 

(3) Possibilitar a integração entre os detentores de tecnologias e os produtores, em especial, os micros e pequenos, que em grande parte, representam os principais beneficiários dessas informações, que de outro modo, teriam dificuldade de acesso a um conteúdo técnico tão atual;  

(4) Chamar a atenção das autoridades brasileiras para a premente necessidade de uma radical mudança do atual rumo da política aquícola brasileira, demonstrando que o Brasil precisa sair da condição de destacado importador, para a desejável posição de grande produtor/exportador de pescado;

(5) Incentivar os carcinicultores brasileiros e os Governos Federal e Estaduais, a assumirem compromissos de promoverem as ações necessárias à viabilização do retorno do camarão cultivado do Brasil e do pescado em geral, ao exigente, mas demandante mercado internacional; 

(6) Chamar a atenção de todos, Cadeia Produtiva e Governo, sobre a vexatória situação que o recorrente déficit (US$ 1,014 bilhão de dólares) da balança de pescado vem colocando o Brasil e o próprio setor pesqueiro e aquícola, destacando que enquanto o nosso país, de um lado, concorrendo com gigantes, participa com 35 % (US$ 17  bilhões) das importações mundiais de carnes (US$ 48,0 bilhões), sua contribuição nas exportações mundiais de pescado (US$ 165 bilhões) foi de apenas 0,15 % (US$ 293,5 milhões) em 2019. 

Por outro lado, tendo presente que a maioria dos carcinicultores/aquicultores brasileiros é constituída por micros e pequenos produtores ou empresas de pequeno porte, mas que contribuem com grande parte da produção aquícola do Brasil, a FENACAM’21 oferecerá uma ampla oportunidade para que esse seleto público tenha acesso ao que existe de mais moderno em matéria de tecnologias, equipamentos, insumos, técnicas de cultivo, genética e sanidade, com destaque à apresentação e agregação de valor aos seus produtos, incluindo a oportunidade de conhecer a realidade do mercado nacional e internacional.

Para incentivar e motivar a participação dos produtores de peixes e camarões, especialmente dos micros e pequenos, que constituem parte significativa da cadeia produtiva desses segmentos, a FENACAM’21 oferecerá atrações e incentivos voltados para atender suas demandas, incluindo uma ampla e diversificada programação técnica e comercial, apresentada de forma didática, que funcionará como importante ferramenta de atualização e capacitação desses produtores.    

Dessa forma, as dezenas de palestras e exibições de equipamento, produtos e serviços serão conduzidas de modo a facilitar uma concreta interação entre os produtores e as empresas privadas detentoras de tecnologias. Para tanto, será disponibilizada tradução simultânea para todas as palestras proferidas em Inglês e Espanhol, envolvendo toda a programação dos eventos: XVII Simpósio Internacional de Carcinicultura e, XIV Simpósio Internacional de Aquicultura.      

Estimada uma participação da ordem de 5.000 visitantes, com mais de 100 empresas expositoras (nacionais e internacionais), a FENACAM’21 contribuirá para a movimentação da economia formal e informal da grande Natal, com a geração de emprego e renda temporários, ativando grandes, médios e pequenos empreendedores de todos os estados brasileiros.

Mais Sobre Brasil

DNIT abre licitação para recuperação ambiental na BR-319/AM

DNIT abre licitação para recuperação ambiental na BR-319/AM

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) publicou, nesta quarta-feira (21), edital de contratação de empresa especializada pa

Novo golpe usa nome da Agevisa para enganar empresas reguladoras de Rondônia

Novo golpe usa nome da Agevisa para enganar empresas reguladoras de Rondônia

O Governo de Rondônia, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), alerta a população para que não caia em um novo golpe à nível

Cozinhas comunitárias de Manaus combatem fome e insegurança alimentar em meio à pandemia

Cozinhas comunitárias de Manaus combatem fome e insegurança alimentar em meio à pandemia

A pandemia da Covid-19 representa grave ameaça à segurança alimentar da população mundial, especialmente entre as comunidades mais vulneráveis. Rela