Porto Velho (RO) terça-feira, 24 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Brasil

Brumadinho: Sobe para 160 número de mortos identificados


Divulgação Corpo de Bombeiros de Minas Gerais - Gente de Opinião
Divulgação Corpo de Bombeiros de Minas Gerais

Subiu para 160 o total de óbitos identificados após o rompimento da barragem da Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG).

De acordo com balanço divulgado hoje (11), pelo Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, nove mortos ainda não foram identificados e 160 pessoas seguem desaparecidas – entre funcionários da Vale, terceirizados que prestavam serviços à mineradora e membros da comunidade.

No 18º dia de buscas, as operações contam com um efetivo de 376 homens, incluindo 158 militares de Minas Gerais, 132 de outros estados e 63 da Força Nacional. Há também 22 voluntários que auxiliam as equipes. A tragédia deixou ainda 138 pessoas desabrigadas.  

Os bombeiros continuam  as buscas por vítimas na região de Brumadinho, onde a barragem da mineradora Vale, se rompeu, no dia 25 de janeiro, e um mar de lama atingiu casas, uma pousada, o refeitório da empre e outros locais, deixando mortos e desaparecidos.

Mais Sobre Brasil

Crise Penitenciária: Morrem 52 em rebelião no presídio do Pará

Crise Penitenciária: Morrem 52 em rebelião no presídio do Pará

O colapso no sistema penitenciário brasileiro, evidenciado novamente com rebeliões e mais mortes, têm gerado enorme apreensão na população com diversa

Aberta as inscrições para o Brasil Latin Open 2019.

Aberta as inscrições para o Brasil Latin Open 2019.

Estão abertas as inscrições para a sexta edição do maior campeonato de dança a dois da América do Sul, o Brasil Latin Open. A edição 2019 acontecerá

Terror nacional "Vende-se imóvel", estreia nas plataformas digitais

Terror nacional "Vende-se imóvel", estreia nas plataformas digitais

O filme nacional de terror "Vende-se imóvel", dirigido por Jean Grimard Gauthereau ("A Sombra do Fogo") chega às plataformas digitais iTunes, Google

Profissão de Risco:  Brasil é um dos países mais perigosos para jornalistas

Profissão de Risco: Brasil é um dos países mais perigosos para jornalistas

De 1995 a 2018, 64 profissionais da comunicação foram mortos no país. Informação consta em relatório divulgado pelo Conselho Nacional do Ministério