Porto Velho (RO) terça-feira, 17 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Brasil

Brumadinho: Sobe para 110 mortos, dos quais 71 foram identificados


Brumadinho: Sobe para 110 mortos, dos quais 71 foram identificados - Gente de Opinião

A Defesa Civil de Minas Gerais informou hoje (31) que aumentou o número de mortos no desastre da Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, nos arredores de Belo Horizonte. Pelo último balanço, são 110 mortos, 238 desaparecidos e 394 identificados. Dos mortos, 71 foram identificados por exames realizados pela Polícia Civil. Também há 108 desabrigados e seis pessoas hospitalizadas. 

A Polícia Civil toma depoimentos de sobreviventes e coleta amostras de DNA. Segundo a Polícia Civil, foi coletado material de 210 pessoas que representam 108 famílias. Os trabalhos vão prosseguir.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, mais de 360 militares atuam na párea com apoio de 15 aeronaves e 21 cães farejadores. Ontem (30), chegou uma equipe de Santa Catarina e uma aeronave do Espírito Santo. Há, ainda, 66 voluntários, que atuam entre área seca e a inundada. Estes voluntários são pessoas com qualificação técnica.

Mais Sobre Brasil

Crise Penitenciária: Morrem 52 em rebelião no presídio do Pará

Crise Penitenciária: Morrem 52 em rebelião no presídio do Pará

O colapso no sistema penitenciário brasileiro, evidenciado novamente com rebeliões e mais mortes, têm gerado enorme apreensão na população com diversa

Aberta as inscrições para o Brasil Latin Open 2019.

Aberta as inscrições para o Brasil Latin Open 2019.

Estão abertas as inscrições para a sexta edição do maior campeonato de dança a dois da América do Sul, o Brasil Latin Open. A edição 2019 acontecerá

Terror nacional "Vende-se imóvel", estreia nas plataformas digitais

Terror nacional "Vende-se imóvel", estreia nas plataformas digitais

O filme nacional de terror "Vende-se imóvel", dirigido por Jean Grimard Gauthereau ("A Sombra do Fogo") chega às plataformas digitais iTunes, Google

Profissão de Risco:  Brasil é um dos países mais perigosos para jornalistas

Profissão de Risco: Brasil é um dos países mais perigosos para jornalistas

De 1995 a 2018, 64 profissionais da comunicação foram mortos no país. Informação consta em relatório divulgado pelo Conselho Nacional do Ministério