Porto Velho (RO) domingo, 24 de junho de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Brasil já tem mais de 95 milhões de celulares


Monica Tavares - Agência O GloboBRASÍLIA - O número de telefones móveis no país chegou a 95.870.904 em setembro, o que representou um aumento de cerca de 1% em relação ao mês anterior. Foram acrescentados 965.906 celulares. Em agosto, estavam em funcionamento no Brasil 94.904.998 terminais, conforme dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Informações da Anatel relativas a agosto apontam a teledensidade - percentual de celulares por cada 100 habitantes - em várias capitais do país. No Rio, a teledensidade era de 68,71%; em Brasília, 92,10%; em Salvador, 81,10%; em Porto Alegre, 75,27%; e em São Paulo, 61,66%. Algumas das menores teledensidades eram em Coari, no Amazonas, com apenas 3,12 celulares para cada 100 habitantes; em Picos, no Piauí, com 9,56%; Juazeiro, na Bahia, com 11,46%; Barreiras, também na Bahia, com 12,8%; e em Imperatriz, no Maranhão, com 14,08%.

Mais Sobre Política - Nacional

Ministro de Temer fala em 'guerra letal' nas favelas e avisa que 'criança bonitinha' pode virar alvo

Ministro de Temer fala em 'guerra letal' nas favelas e avisa que 'criança bonitinha' pode virar alvo

"Você vê uma criança bonitinha, de 12 anos de idade, entrando em uma escola pública, não sabe o que ela vai fazer depois da escola. É muito complicado

Fachin precisou de 45 minutos para anular julgamento de Lula

Fachin precisou de 45 minutos para anular julgamento de Lula

O intervalo de tempo entre a publicação da decisão do TRF-4, de Porto Alegre, e do ministro Edson Fachin, do STF, que arquivou na noite desta sexta 22

Marco Aurélio diz que prisão de Lula é ilegal

Marco Aurélio diz que prisão de Lula é ilegal

Um dos ministros mais experientes do Supremo Tribunal Federal, Marco Aurélio Mello afirmou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está preso il

TRF-4 homologa delação premiada de Palocci à PF

TRF-4 homologa delação premiada de Palocci à PF

Desembargador Gebran Neto, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, de Porto Alegre, validou nesta sexta-feira a delação premiada do ex-ministro An