Porto Velho (RO) quarta-feira, 23 de maio de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Bomba: Cunha conta quem e quanto recebeu para votar pelo golpe


Gente de Opinião

247 - Um trecho da delação de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) tem assustado seus ex-colegas na Câmara dos Deputados.

É o que revela os deputados federais que receberam dinheiro para votar a favor do impeachment de Dilma Rousseff, em abril do ano passado, quando Cunha presidia a Câmara. A denúncia, que consta na proposta de delação, já teria sido aceita pelo Ministério Público Federal.

Segundo o jornalista Ricardo Noblat, do Globo, Cunha, que está preso desde outubro, "não se limitou a dar os nomes – a maioria deles do PMDB. Citou as fontes pagadoras e implicou o presidente Michel Temer. Reconheceu que ele mesmo em alguns casos atuou para que os pagamentos fossem feitos".

Noblat diz ainda que Cunha "contou o que viu e acompanhou de perto e o que ficou sabendo depois. Não poupou nem aqueles deputados considerados mais próximos dele", uma forma de retaliar os que o abandonaram numa hora difícil - ele teve seu mandato cassado por 450 votos.

O acordo de delação premiada de Cunha, que é feito simultaneamente ao do operador Lúcio Funaro, que também está preso, podem servir de base para uma nova denúncia contra Michel Temer, a ser apresentada pela Procuradoria Geral da República.

A denúncia de Cunha sobre o impeachment só comprova ainda mais que tudo não se passou de um golpe.

Mais Sobre Política - Nacional

Fachin autoriza visita de deputados a Lula

Fachin autoriza visita de deputados a Lula

 Agência Brasil - O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou a inspeção de uma comissão de deputados federais à carceragem

Azeredo não se apresenta para cumprir pena e é considerado foragido da Justiça

Azeredo não se apresenta para cumprir pena e é considerado foragido da Justiça

Eduardo Azeredo, condenado em segunda instância no chamado inquérito do mensalão tucano, é considerado foragido da Justiça pela Polícia Civil mineira

Lewandowski: incompreensão da democracia pode levar a dissolução do Legislativo

Lewandowski: incompreensão da democracia pode levar a dissolução do Legislativo

 247 – O ministro do Supremo Tribunal Federal Ricardo Lewandovski escreve importante artigo no jornal Folha de S. Paulo em que destaca a necessidade d

Ciro Gomes: o MP quer governar no lugar de todo mundo

Ciro Gomes: o MP quer governar no lugar de todo mundo

O presidenciável Ciro Gomes (PDT-CE) criticou o que chamou de "invasão absolutamente intolerável" de atribuições democráticas por parte do Ministério