Porto Velho (RO) segunda-feira, 20 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Bastos diz que vai 'vadiar' e é elogiado por Lula


Cristiane Jungblut - Agência O GloboBRASÍLIA - O ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, disse nesta terça-feira que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu para que ele ficasse mais um mês no cargo porque apenas em janeiro o presidente pretende fazer mudanças na sua equipe de governo. Bem-humorado, o ministro disse que pretende descansar depois que deixar o cargo. Perguntado sobre o que iria fazer, respondeu:- Vadiar um pouco. Depois, advogar, mas de leve. Não tenho quarentena legal, mas vou me impor uma quarentena de 5 ou 6 meses em algumas áreas em que não pretendo advogar tão cedo, como por exemplo Supremo Tribunal Federal (STF) e Polícia Federal. Estava programado para ficar quatro anos (no governo). Vou ficar quatro anos e um mês, ou seja, em vez de ficar 48 meses, vou ficar 49.Bastos disse que seu sucessor será escolhido em janeiro e que continuam cotados o ministro das Relações Institucionais, Tarso Genro, e o ministro do STF Sepúlveda Pertence.O ministro da Justiça foi elogiado por Lula durante cerimônia de sanção de três leis que integram a Reforma do Judiciário, sendo a principal aquela que regulamenta a utilização da súmula vinculante pelo Supremo, mecanismo que obriga as instâncias superiores do Judiciário a seguirem as decisões tomadas pela mais alta corte de Justiça. Lula disse que Bastos era um exemplo de postura republicana.- É um republicano de corpo, alma e comportamento. Ele não era contra a matéria, mas tinha objeção. Entretanto, como grande republicano que é, não criou um único obstáculo para que fosse votada. Ao ver sua tese derrotada no Congresso, eis que está aqui com um sorriso, exemplo maior de uma nação republicana - disse Lula, para completar, brincando: - E só não permitimos que ele falasse, porque aí já seria demais.

Mais Sobre Política - Nacional

Do Pato Donald ao caos financeiro, Abril fecha revistas, demite 800 e entra em decadência

Do Pato Donald ao caos financeiro, Abril fecha revistas, demite 800 e entra em decadência

BLOG NOCAUTECom informações do Poder 360A Editora Abril, que já foi a maior do Brasil, acumulou dívidas de cerca de R$ 1,6 bilhão. Só na semana passad

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

O jornalista e escritor Palmério Dória denuncia em seu Twitter o cinismo escancarado do Grupo Globo em omitir o que ele chama de 'engenharia do caos';

 Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

O desembargador do TRF-4 Rogério Fraveto, que em 8 de julho determinou a soltura do ex-presidente Lula, decisão que não foi cumprida, disse, em sua de

Grupo Abril pede recuperação judicial

Grupo Abril pede recuperação judicial

O grupo Abril entrou com um pedido recuperação judicial nesta quarta-feira (15); plano de recuperação judicial será mostrado aos credores em até 60 di