Sexta-feira, 19 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Bastos diz que não fica no governo, mesmo se Lula for reeleito


Plínio Teodoro - Agência O Globo SÃO PAULO - Em tom de "adeus às armas", o ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos iniciou na manhã desta terça-feira sua despedida do cargo que ocupa há 4 anos com um discurso proferido na abertura do Seminário Internacional de Ciências Criminais, que acontece em São Paulo. Em entrevista coletiva após o discurso, Thomaz Bastos confirmou sua saída do ministério em 2007, mesmo que o presidente Luis Inácio Lula da Silva (PT) seja reeleito. - Estou programado para ficar quatro anos morando e trabalhando em Brasília. Gosto muito do Ministério da Justiça. Acho que o trabalho foi muito gratificante, muito proveitoso. Lançamos as bases de novas instituições no Brasil, que estão fortes como nunca. Mas quatro anos é bastante, o Brasil tem uma safra de advogados e juristas brilhante - disse o ministro. Em seu discurso, o ministro fez um balanço da sua atuação frente ao ministério da Justiça e elogiou o trabalho do Ministério Público e da Polícia Federal. Thomaz Bastos disse que quando assumiu a pasta o país vivia uma crise mais normativa e menos institucional na área de segurança pública e que foi necessário um fortalecimento destas instituições. - Ambas (Ministério Público e Polícia Federal) necessitavam de independência, impessoalidade para atuarem como instituições representativas da República e não como representantes dos detentores do poder. Durante o discurso, o ministro passou por constrangimento ao ser indagado pela advogada Janaína Conceição Pascoal sobre a quebra de sigilo do caseiro Francenildo dos Santos Costa. - E o caso do caseiro ministro? E o caseiro - dizia a advogada que estava na platéia. O presidente do Instituto Brasileiro de Ciências Criminais (IBCCRIM), Maurício Zanoide de Moraes, que presidiu a mesa, disse à participante que assuntos políticos não seriam colocados em pauta. Mesmo assim, Thomaz Bastos fez questão de responder, no final do discurso, a indagação da participante. - O caso foi de mais absoluto êxito da Polícia Federal que, em menos de 10 dias, o desvendou e hoje encontra-se nas mãos das autoridades competentes. Fracenildo teve informações sobre seu sigilo bancário repassadas pelo Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras), órgão do Ministério da Fazenda, à Polícia Federal por supostas movimentações suspeitas. O episódio ocorreu após o caseiro afirmar que o ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci freqüentava uma mansão em Brasília que seria sede de encontros de lobistas. O caso resultou no afastamento de Palocci do cargo, acusados de ser o mandante da quebra de sigilo, e a abertura de diversos inquéritos contra o ex-ministro.

Gente de OpiniãoSexta-feira, 19 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

O Supremo Tribunal Federal (STF) formou nesta sexta-feira (25) maioria de votos para determinar que a Câmara dos Deputados faça a redistribuição do

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

O Sindicato Nacional dos Servidores das Agências Nacionais de Regulação (SInagências) conseguiu uma solução direta do governo após intensa articulaç

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Reservas foi instaurada em Rondônia para investigar possíveis irregularidades nos processos de criação

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Na tarde dessa segunda-feira (06), o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (SECOM), Paulo Pimenta, esteve r

Gente de Opinião Sexta-feira, 19 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)