Porto Velho (RO) segunda-feira, 25 de junho de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Bancos apresentam nova proposta de reajuste para funcionários


Sabrina Valle - Agência O GloboRIO - O Comando Nacional dos Bancários avalia nesta terça-feira a nova proposta de reajuste salarial, apresentada de manhã pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), para os 400 mil trabalhadores da classe. Dessa reunião sairá a orientação da categoria para os sindicatos locais sobre a greve do setor, que já entra em seu quarto dia em nível nacional. A Fenaban ofereceu reajuste salarial de 3,5%, o que valeria linearmente também para todos os benefícios, como vale refeição. Além disso, haveria uma bonificação de 80% sobre cada salário (já considerando a base reajustada) mais uma parcela de R$ 828. Para bancos com lucro acima de 15%, haveria também o pagamento de uma parcela adicional entre R$ 1.000 e R$ 1.500. Caso a oferta seja aprovada, os bancos se comprometeram em fazer o depósito em até dez dias depois do acordo.Essa foi a terceira proposta dos banqueiros desde que começaram as negociações. Na primeira proposta, os bancos ofereceram reajuste de 2%, abaixo da inflação. Na segunda, o reajste seria de 2,85%, participação nos lucros de 80% do salário, mais R$ 823, e ainda R$ 750 de parcela adicional nos bancos que tivessem aumento mínimo de 20% no lucro.Os bancários reivindicam 7,05% de aumento real de salário, mais a inflação acumulada do período (2,85%) e participação nos lucros de um salário, mais R$1.500 e 5% do lucro líquido dos bancos a serem distribuídos de forma linear para todos os funcionários.A reunião da Fenaban com a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) começou por volta das 10h e levou menos de uma hora. Depois de avaliar a proposta, o comando nacional poderá sugerir ou não a suspensão da greve a partir desta quarta-feira. Mas a volta ao trabalho só será decidida pelos sindicatos locais. Quinta-feira é feriado de Nossa Senhora da Aparecida e as agências não funcionam, com ou sem acordo. Segundo a categoria, cerca de 190 mil bancários de bancos públicos e privados estão parados no país.Nessa segunda-feira, o presidente da Federação Brasileira de bancos (Febraban), Márcio Cypriano, também presidente do Bradesco, disse acreditar num entendimento com os bancários. A Fenaban é o braço sindical da Febraban.

Mais Sobre Política - Nacional

Desproteção ao trabalhador faz ações trabalhistas despencarem

Desproteção ao trabalhador faz ações trabalhistas despencarem

O número de ações trabalhistas pendentes de julgamento despencou após seis meses de reforma trabalhista; até maio deste ano, as varas de todo o país t

Marco Aurélio Mello culpa Cármen Lúcia por prisão ilegal de Lula

Marco Aurélio Mello culpa Cármen Lúcia por prisão ilegal de Lula

 247 – Um dia depois de denunciar à televisão portuguesa que o ex-presidente Lula está preso ilegalmente no Brasil (saiba mais aqui), o ministro Marco

 'Decisão de Fux já custou mais de R$ 4 bi ao País'

'Decisão de Fux já custou mais de R$ 4 bi ao País'

"Uma decisão tomada há quase quatro anos pelo ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, já custou mais de R$ 4 bilhões aos cofres públicos sem

No mesmo dia em que manobrou contra Lula, Fachin livrou Temer

No mesmo dia em que manobrou contra Lula, Fachin livrou Temer

Fachin arquivou uma investigação da Polícia Federal que recaía contra Temer. A apuração era sobre um manuscrito apreendido no gabinete do senador pel