Porto Velho (RO) quarta-feira, 20 de junho de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Arrecadação para campanha de Lula é quatro vezes maior que a de Alckmin


Agência O GloboBRASÍLIA - Terminou neste domingo o prazo para os candidatos, coligações e comitês financeiros apresentarem a primeira prestação de contas da campanha. De acordo com dados apresentados ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no site www.tse.gov.br, o valor arrecadado para a campanha pela reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), de R$ 5,68 milhões, é cerca de quatro vezes maior que o declarado pelo comitê do candidato Geraldo Alckmin (PSDB) - R$ 1,32 milhões. O número informado pelo comitê da candidata Heloísa Helena (PSOL) é de R$ 105 mil. Clique no nome do candidato para ver os valores detalhados: Lula, Alckmin, Heloísa Helena, Cristovam Buarque, Luciano Bivar, José Maria Eymael.Os candidatos Rui Costa Pimenta (PCO) e Ana Maria Teixeira Rangel (PRP) não entregaram a prestação de contas até 19h, quando foi fechado o Departamento de Protocolo do TSE.Nas contas de Alckmin, identificou-se uma discrepância: o valor das despesas (R$ 1,88 milhões) tem R$ 566 mil a mais que a receita. Segundo o advogado Afonso Ribeiro, o déficit ocorreu porque vários serviços foram contratados para pagamento posterior.Os números de Lula, por sua vez, apresentam tendência contrária. As despesas (R$ 4,19 milhões) foram menores que a arrecadação. Assim como Heloísa Helena, cujo comitê declarou gasto zero.Os candidatos são obrigados a declarar suas contas, de acordo com o parágrafo 4º do artigo 28 da Lei 9.504/97 (Lei das Eleições). Nesta primeira divulgação dos dados, não há julgamento dos números e a lei não exige a indicação dos nomes dos doadores ou dos valores doados. Os partidos têm até o 30º dia após a realização do primeiro turno para fazer a prestação de contas definitiva.'Caixa dois terá redução drástica com lei', diz advogado O advogado do PSL Antônio Rueda afirma que a nova exigência da lei eleitoral deve coibir as doações irregulares.- O caixa dois terá uma redução drástica. Quem esteve envolvido em escândalos, certamente terá dificuldades em arrecadar dinheiro, pois os doadores não vão querer ter seus nomes associados a irregularidades. O candidato Luciano Bivar (PSL) foi o terceiro que mais arrecadou: R$ 229 mil. As despesas somam R$ 32 mil.O PDT tinha prestado contas da candidatura de Cristovam Buarque na sexta-feira, com arrecadação de R$ 150 mil e gasto de R$ 70 mil. O PSDC, de José Maria Eymael, informou o balanço no sábado: R$ 22 mil e R$ 878, respectivamente.O TSE também determina regras para a prestação de contas do próprio candidato. Nesta primeira fase, não é possível somar os recursos arrecadados pelo candidato com os obtidos pelo comitê financeiro nacional, com o objetivo de evitar a dupla contagem. Segundo o TSE, o comitê pode repassar verbas para o candidato, e este também pode captar recursos independentemente. É o caso do presidente Lula, que declarou ter arrecadado R$ 3,65 milhões e gasto R$ 3,49 milhões. Alckmin e Heloísa Helena informaram que não obtiveram receitas nem tiveram despesas. Em caso de segundo turno, os candidatos que o disputarem devem apresentar as contas, referentes aos dois turnos, até o 30º dia após a votação. No julgamento, as contas poderão ser totalmente aprovadas ou aprovadas com ressalvas - quando forem verificadas falhas que não comprometam a regularidade delas. Se as contas forem rejeitadas, o candidato será processado por abuso de poder econômico e, se tiver sido eleito, terá o diploma cassado. Nenhum candidato poderá ser diplomado até que as contas dele tenham sido julgadas.

Mais Sobre Política - Nacional

Delfim Netto: “Próximo presidente vai ser impichado”

Delfim Netto: “Próximo presidente vai ser impichado”

Não é uma previsão catastrofista, garante, mas uma "leitura simples" a partir do que o sistema político-eleitoral foi capaz de produzir até hoje

Gleisi vence de goleada acusação farsesca: 5 a 0

Gleisi vence de goleada acusação farsesca: 5 a 0

Por unanimidade, a 2ª Turma do STF absolveu a senadora Gleisi Hoffmann, seu marido, o ex-ministro Paulo Bernardo, e o empresário Ernesto Kugler das ac

STF confirma julgamento da liberdade de Lula no dia 26

STF confirma julgamento da liberdade de Lula no dia 26

Após a convocação de uma sessão extraordinária para a próxima terça-feira, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal confirmou a inclusão na pauta

Pimenta avisa: CPI das delações fará seu trabalho

Pimenta avisa: CPI das delações fará seu trabalho

A quem interessa tolher o poder de investigação do Parlamento brasileiro?